i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
clima

O tempo vai virar e trazer geada ao PR

Temperatura deve despencar a 0°C em algumas regiões do Paraná a partir de amanhã. Curitiba terá termômetro na casa dos 5°C, mas não deve gear

  • PorAngieli Maros
  • 25/08/2014 21:08
Cena de domingo no Parque Barigui, em Curitiba, onde amanhã a temperatura despenca para 5°C | Henry Milleo/ Gazeta do Povo
Cena de domingo no Parque Barigui, em Curitiba, onde amanhã a temperatura despenca para 5°C| Foto: Henry Milleo/ Gazeta do Povo

Prevenção

Sem ter como escapar do tempo seco, o melhor é tomar precauções

Já que não há como fugir do tempo seco, seguir algumas orientações é fundamental para evitar complicação. Segundo, o essencial em épocas como esta é evitar o uso de aparelhos de ar condicionado ou aquecedores, que retêm ainda mais a umidade. "Se não puder evitar, na hora em que for ligar o aparelho tem que observar se o ambiente está recebendo hidratação adequada. É bom colocar um balde de água nos cômodos, ou uma tolha felpuda molhada ou então um umidificador de ar", explica o pneumologista do Hospital de Clínicas da UFPR João Adriano de Barros. Ainda é importante evitar banhos muito quentes e demorados, além, de claro, tomar muito líquido durante o dia. Para adultos, a recomendação é de dois litros. Crianças podem ingerir em torno de 700 ml.

A sensação de calor vai diminuir, e bastante, nesta semana em todo o Paraná. Uma frente fria que já ocasionou chuva na Região Oeste ontem de manhã traz instabilidade para todo o estado e será seguida de uma massa de ar frio com força suficiente para ocasionar geadas na parte Sul a partir de amanhã.

Por volta das 7h30, o Insti­tuto Tecnológico Simepar já informava a existência de núcleos com chuvas e raios entre Cascavel e Foz do Iguaçu. Ventos e chuvas fortes, também acompanhadas de raios e, ocasionalmente, granizo, passaram também pelo Sudoeste do estado. Até a noite, a intempérie chegaria à Região Leste.

Os ventos e a chuva que se alastram pelo Paraná se intensificam ainda mais ao encontrar as temperaturas elevadas que predominam em todas as regiões. "Há previsão de ventos fortes à tarde [de ontem]. Como as temperaturas estarão mais quentes, ao chegar essa frente fria a rajada de vento pode se espalhar pelo estado e chegar, inclusive, a Curitiba", explicava ainda pela manhã o meteorologista Lizandro Jacóbsen.

Apenas as regiões Norte e Noroes­te do Paraná não enfrentaram chuva ontem. Nesses locais, as áreas de instabilidade chegam apenas hoje, deixando o tempo parcialmente nublado, com precipitações intensas. Com a mudança no tempo, as temperaturas caem. Em Maringá, onde ontem a máxima chegou aos 31°C, os termômetros baixam hoje para 17°C, mesma temperatura prevista para Curitiba. Na capital, a mínima de amanhã pode ser de 5°C, mas não deve gear.

Geada

A presença de frio intenso vai provocar geadas nas regiões Sudoeste e Sul, além de parte dos Campos Gerais. Palmas pode chegar ao 0°C amanhã e 2°C na quinta, quando a máxima pode ir aos 21°C. Geada forte também deve atingir União da Vitória. Francisco Beltrão e Laranjeiras do Sul terão geadas moderadas. O fenômeno também será registrado, porém de maneira mais leve, em municípios próximos a Irati e Pitanga.

Paraná enfrenta umidade típica de deserto

A forte massa de ar seco que tomou conta do Paraná desde a semana passada ocasionou, além do calor inesperado, a queda no índice de umidade relativa do ar em vários municípios do estado. A situação mais crítica é enfrentada nas regiões Norte e Nordeste, onde a taxa ficou abaixo dos 20% ontem à tarde, de acordo com o Simepar.

No domingo, a umidade relativa do ar chegou a 12% em Paranavaí. Por volta das 12h30, o município tinha valores de umidade em torno dos 22%. No mesmo horário, Curitiba apresentava índice de 26%, Apucarana 29% e Londrina e Maringá, 28%.

Para a Organização Mundial da Saúde (OMS), níveis de umidade relativa do ar entre 12% e 20% representam uma situação de emergência para a saúde.

Irritações

A falta de umidade afeta todo o organismo, especialmente os órgãos diretamente expostos ao ar, como as vias aéreas (que compõem o aparelho respiratório). "A desidratação comum quando o ar está muito seco causa disfunção no organismo. Os desgastes são mais sentidos nos olhos, nariz, ouvidos e garganta. As vias aéreas superiores se irritam causam rinite, coceiras, disfunções nasais, espirros, por exemplo", diz o pneumologista João Adriano de Barros.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.