• Carregando...

O sítio do pastor Marcos Pereira está sendo palco, nesta quarta-feira, da busca pelo corpo da manicure Liliane dos Santos, sequestrada no dia 19 de julho. Apesar das buscas estarem sendo realizadas na propriedade do pastor, ele não é suspeito desse crime, mas por que é amigo pessoal do suspeito Antonio Marcos de Borges, frequentador do sítio.

De acordo com investigações da delegacia, as roupas da vítima foram encontradas em um acampamento a 819 metros do sítio, no bairro do Tinguá. A hipótese é de que o corpo tenha sido enterrado no local. Liliane dos Santos, 28 anos, voltava da academia na noite do dia 19 de julho quando foi sequestrada no bairro Jardim da Viga, Nova Iguaçu. Junto as roupas foi encontrada uma Bíblia, em que a cunhada do suspeito reconheceu a letra de Antonio.

Ele também é suspeito do sequestro da publicitária Patrícia Gomes Ávilla, encontrada morta com um tiro na nuca em Queimados, em julho deste ano. Antonio morreu em confronto com a polícia, no fim de julho. Condenado a 27 anos de prisão por roubo, homicídio, estupro, extorsão e sequestro, ele estava foragido depois de ter recebido o benefício do regime semi-aberto e não voltou mais à prisão.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) conduz a operação, em conjunto com policiais da 58ª DP (Posse) e apoio do Corpo de Bombeiros.

Condenado a 15 anos

Em setembro, o pastor Marcos Pereira da Silva foi condenado a 15 anos de reclusão pela prática do crime de estupro pelo Tribunal de Justiça do Estado do Rio (TJRJ). De acordo com a decisão foi tomada pela 2ª Vara Criminal da Comarca de São João de Meriti, o crime foi cometido no final de 2006 contra uma seguidora da Assembleia de Deus dos Últimos Dias, presidida pelo acusado. O estupro aconteceu nas dependências da igreja.

0 COMENTÁRIO(S)
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]