Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Escândalos recentes produziram dano significativo na imagem da sigla | /
Escândalos recentes produziram dano significativo na imagem da sigla| Foto: /

Levantamento do Instituto Paraná Pesquisas mostra que o PT passa por uma grave crise de imagem no Paraná. Nada menos que 63% dos eleitores do estado consideram a legenda a mais corrupta do país – em segundo e terceiro lugar, PSDB e PMDB foram considerados os mais corruptos por 4% da população cada um. A legenda de Lula é, também, a mais rejeitada no estado: 56% dos eleitores não se filiariam ao partido “de jeito nenhum”.

PT ainda tem imagem “social”

O dano profundo na imagem do PT não significa o fim do partido. Uma parcela significativa do eleitorado paranaense (30%) vê o PT como a sigla que mais se preocupa com as pessoas carentes.

Outros 69% ligam o PT diretamente ao Bolsa Família. Para o cientista político Luiz Domingos Costa, isso demonstra que o PT pode reconstruir a sua imagem no longo prazo, focado nesta ligação com seu nicho eleitoral.

Porém, isso depende de uma renovação de suas lideranças – e, obviamente, que essas novas lideranças se mantenham longe de novos escândalos de corrupção.

Outro indício de como a imagem do partido está enfraquecida no Paraná é a ligação com os eleitores. Tradicionalmente, ainda que sofresse rejeição de setores da sociedade, uma parcela significativa da população se identificava com a sigla – muito mais do que com seus adversários. Agora, o PT está na terceira colocação da preferência do eleitorado, com 4%, contra 10% do PMDB e 9% do PSDB.

Confira qual é a imagem dos partidos para os paranaenses

As entrevistas foram realizadas entre os dias 10 e 14 de dezembro, em 60 municípios do estado. A margem de erro é de 2,5 pontos porcentuais, e o grau de confiabilidade é de 95%.

Lava Jato

O afundamento da imagem do partido está intrinsicamente ligado aos escândalos recentes envolvendo suas principais lideranças – o mensalão e a Operação Lava Jato. Chama a atenção, entretanto, que ambos os escândalos envolveram também figuras de outros partidos, como PP e PMDB, sem que isso tenha afetado suas imagens institucionais.

Para o cientista político Luiz Domingos Costa, do grupo Uninter, o fato de a direção do PT estar diretamente ligada a esses casos favorece esse fenômeno. “Os principais operadores desses dois escândalos eram dirigentes do PT. As operações atingiram o sistema nervoso do partido”, diz.

Além disso, o PT tem uma peculiaridade de ser um partido estruturado e verticalizado, enquanto a maioria de seus concorrentes, como o PMDB, por exemplo, é profundamente fragmentada e descentralizada. Assim, escândalos de corrupção acabam atingindo a imagem do partido como um todo, e não apenas de seus dirigentes ou de políticos isolados.

Por fim, o simples fato do PT estar no poder, e ser responsável pela gestão das instituições atingidas pela corrupção, faz com que o eleitor responsabilize o partido diretamente pelos escândalos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]