Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | ROBERTO CUSTODIO / JORNAL DE LONDRINA
| Foto: ROBERTO CUSTODIO / JORNAL DE LONDRINA

O prefeito de Londrina Alexandre Kireeff (PSD) recuperou parte da popularidade perdida e voltou a ter a aprovação da maioria dos londrinenses, indica levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas para a Gazeta do Povo. Ele é aprovado por 51% dos eleitores, cinco pontos porcentuais a mais que os 46,4% que o aprovavam em dezembro, data do último levantamento. A desaprovação do prefeito caiu de 49,8%, no fim do ano passado, para 43%, no levantamento feito na semana passada. O Paraná Pesquisas entrevistou 591 eleitores londrinenses entre os dias 28 de fevereiro e 2 de março. O levantamento tem 95% de grau de confiança e margem de erro de 4 pontos porcentuais, para mais ou para menos. O prefeito teve uma melhora na avaliação entre os londrinenses em um momento em que a presidente Dilma Rousseff (PT) e o governador Beto Richa (PSDB) despencaram.

Sumiço total

Desde que seu nome apareceu na lista de políticos investigados no Supremo Tribunal Federal (STF) por envolvimento na Lava Jato, o deputado federal Nelson Meurer (PP) não é localizado. Ele não atende ao telefone desde sexta-feira (6), quando o ministro Teori Zavascki divulgou a lista de pedidos de abertura de inquérito feita pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot.

Foram considerações feitas num momento de profunda indignação e surpresa. Fiquei muito triste porque ao longo de 28 anos de vida política jamais passei por tamanha crueldade. Peço desculpas à sociedade.

João Leão, vice-governador da Bahia, ao se desculpar por usar a frase “cagando e andando” para as investigações da Operação Lava Jato.

Agenda cheia

As audiências para oitiva das testemunhas de defesa dos executivos envolvidos na Lava Jato seguem pela semana toda na Justiça Federal de Curitiba. Ao todo serão seis audiências para oitivas de testemunhas arroladas por executivos da Galvão Engenharia, Engevix, Mendes Júnior, e pelo ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró.

Condições do cárcere

A Procuradoria Geral da República no Paraná elaborou um relatório de inspeção sobre as condições da carceragem da superintendência da Polícia Federal em Curitiba em que se encontram os executivos presos na deflagração da 7ª fase da Operação Lava Jato. O estudo foi feito após surgirem boatos sobre a precariedade do local. Apesar de possíveis más condições, todos os executivos preferiram permanecer no local quando o juiz federal Sérgio Moro lhes deu a opção de serem transferidos a presídios estaduais. As demandas que surgiram na inspeção estão sendo analisadas pelos procuradores que fizeram o documento.

CPI da Petrobras

A deputada federal Eliziane Gama (PPS-MA) vai ingressar nesta segunda-feira (9) na CPI da Petrobras com requerimentos para ouvir os 47 políticos e os dois operadores que são alvo dos novos inquéritos abertos pelo Supremo Tribunal Federal (STF) para investigar o núcleo político da Lava Jato. Dois parlamentares que serão investigados pelo STF fazem parte da CPI: os deputados federais Lázaro Botelho (PP-TO) e Sandes Júnior (PP-GO).

Corte nas despesas

A agência de classificação Fitch Ratings avaliou que cortar despesas neste ano será algo “desafiador” para o estados brasileiros do ponto de vista político e após gastarem em excesso em 2014 com as eleições. Em relatório, a equipe de analistas da agência avalia que os cortes serão difíceis também porque os aumentos de impostos “estão chegando ao limite” e porque medidas como a utilização de ativos do sistema de previdência para cobrir gastos correntes são negativas.

Colaborou : Kelli Kadanus.
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]