i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
lava jato

Depois de crítica de delegado, policiais federais saem em defesa de Janot

Delegado da Lava Jato acusou o procurador-geral da República de estar “em uma cruzada contra a PF” e de tentar “engessar e neutralizar” a atuação da polícia

  • PorKelli Kadanus
  • 10/10/2016 15:44
Delegado Marcio Anselmo faz parte da força-tarefa da Lava Jato. | André Rodrigues/Gazeta do Povo
Delegado Marcio Anselmo faz parte da força-tarefa da Lava Jato.| Foto: André Rodrigues/Gazeta do Povo

Depois das críticas do delegado da Lava Jato Marcio Anselmo, a Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) saiu em defesa do procurador-geral da República Rodrigo Janot.

Em nota, a Federação afirmou que a crítica de Anselmo não reflete a opinião dos policiais federais, que se alinham ao pensamento de Janot.

Delegado da Lava Jato diz que Janot está “em uma cruzada contra a polícia”

Leia a matéria completa

Em entrevista à Gazeta do Povo, o delegado, que faz parte da força-tarefa da Lava Jato, criticou a postura de Janot em se colocar contrário à possibilidade da Polícia Federal firmar acordos de colaboração premiada com investigados. Para Anselmo, o procurador-geral está em “uma cruzada contra a polícia” e busca “engessar e neutralizar a atuação da PF”.

Em nota, a Fenapef rebateu as críticas e disse que a fala de Anselmo “é só um pretexto que esconde a real motivação dos delegados: ter mais poder para judicializar e politizar as investigações”.

“Permitir essa prerrogativa, além de potencializar o surgimento de ruídos na estratégia investigativa, é centralizar nas mãos dos delegados um instrumento político de barganha, muito poderoso para uma categoria que exerce fortíssimo lobby no Congresso Nacional e tem extenso histórico de situações envolvendo favorecimentos e perseguições”, disse Luís Antônio Boudens, presidente da federação.

“Apesar de ser acossado pelos delegados, Janot tem o apoio de 90% dos policiais federais, principalmente da equipe que está na Operação Lava Jato”, conclui a nota enviada pela Fenapef.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.