i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
esclarecimentos

Deputado ameaça convocar mulher de Renato Duque na CPI da Petrobras

Maria Auxiliadora Tiburcio Duque procurou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com ameaças quando seu marido foi preso

    • Estadão Conteúdo
    • 19/03/2015 13:44
    Segundo o deputado, Maria Auxiliadora pode dar à CPI os esclarecimentos que seu marido se recusa a fazer | Gustavo Lima
    Segundo o deputado, Maria Auxiliadora pode dar à CPI os esclarecimentos que seu marido se recusa a fazer| Foto: Gustavo Lima

    O deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS) afirmou na reunião da CPI da Petrobras que irá convocar a mulher do ex-diretor da Petrobras Renato Duque, preso na Operação Lava Jato, para inquiri-la sobre as denúncias de corrupção envolvendo seu marido. Conforme o deputado, é de “conhecimento público” que Maria Auxiliadora Tiburcio Duque procurou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva com ameaças quando seu marido foi preso pela primeira vez, no final do ano passado, pela Lava Jato.

    “Após essa conversa, o Renato Duque foi solto”, afirmou o parlamentar. Segundo o deputado, Maria Auxiliadora pode dar à CPI os esclarecimentos que seu marido se recusa a fazer, uma vez que compartilha a vida com ele. Duque está se recusando a responder aos questionamentos da CPI da Petrobras.

    A assessoria do ex-diretor já negou ao jornal O Estado de S.Paulo a informação de que Maria Auxiliadora procurou o ex-presidente Lula para ameaçar revelar o que sabe, caso o marido não fosse solto. O Instituto Lula também já disse que não comentaria sobre o assunto. O presidente do instituto, Paulo Okamoto, afirmou à reportagem que não tem conhecimento de reunião entre o petista e a mulher de Duque.

    Conforme o jornal O Estado de S.Paulo apurou, Maria Auxiliadora teria procurado o ex-presidente para afirmar que se o marido continuasse preso, ele não faria delação premiada, mas ela, sim, contaria o que sabe. Duque foi indicado para o comando da Petrobras pelo PT. Conforme as investigações da Lava Jato, a diretoria de Serviços, que comandava, repassava um porcentual dos contratos fechados para o partido.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

      Receba Nossas Notícias

      Receba nossas newsletters

      Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

      Receba nossas notícias no celular

      WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

      Comentários [ 0 ]

      O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.