Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida Pública
  3. Deputado diz que foi chantageado por voto pró-governo

pacote da discórdia

Deputado diz que foi chantageado por voto pró-governo

  • Euclides Lucas Garcia e Chico Marés
Adelino Ribeiro, do PSL, fez um discurso na sessão de ontem e disse que não aceita barganha |
Adelino Ribeiro, do PSL, fez um discurso na sessão de ontem e disse que não aceita barganha
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O deputado estadual Adelino Ribeiro (PSL) acusou o governo de chantageá-lo para votar a favor do pacote de medidas de austeridade. Durante a sessão de ontem, ele disse que o secretário da Saúde, Michele Caputo, afirmou que só liberaria um ônibus para o transporte de pacientes de um município da base eleitoral do parlamentar caso ele não votasse contra os projetos. O secretário negou e disse que nem sequer conversou com Ribeiro.

Segundo o deputado do PSL, ele solicitou no ano passado um ônibus para transportar pacientes em tratamento contra o câncer de Alto Piquiri, no Noroeste do estado, para Cascavel. Na época, a secretaria negou o pedido, por causa da legislação eleitoral.

Na semana passada, ele acompanhou uma visita do prefeito do município a Curitiba e aproveitou para ligar para Caputo solicitando o veículo novamente. De acordo com o deputado, o secretário teria condicionado a liberação do veículo à aprovação do projeto. "Liguei para o secretário e ouvi: 'vote lá que a gente vai entregar o que o senhor quer'", afirmou.

O deputado disse, também, que o ônibus está parado no pátio da secretaria de Saúde. Ele afirmou, ainda, que não é um parlamentar que "aceita barganha" e que não ia votar a favor do projeto por ser negativo para o funcionalismo. Apesar de ser da base de apoio do governo, Ribeiro votou contra o requerimento de formação de comissão geral.

Em nota, a secretaria de Saúde afirmou que "o governo do estado nunca condicionou a entrega de equipamentos de saúde ou serviços de qualquer natureza ao apoio político. Todos os 399 municípios recebem investimentos do estado para qualificar o serviço público de saúde".

Segundo a secretaria, foram adquiridos cem ônibus para transporte de pacientes, mas eles serão distribuídos a Consórcios Intermunicipais de Saúde, e não para municípios específicos. Além disso, de acordo com a secretaria, o governo do estado transferiu R$ 240 mil para que a prefeitura de Alto Piquiri adquirisse veículos para o transporte de pacientes de acordo com sua necessidade.

O secretário não quis dar entrevistas, mas comunicou também que não conversou com Ribeiro na última semana.

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE