i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
polêmica

Rede diz que declaração de Fidelix foi homofóbica

Neste domingo, a questão sobre os direitos da população LGBT voltou ao centro de debate após uma declaração do candidato nanico

  • PorEstadão Conteúdo
  • 29/09/2014 16:18

Em nota divulgada nesta tarde, a Rede Sustentabilidade condenou as declarações do candidato do PRTB à Presidência da República, Levy Fidelix, no debate desse domingo, 28, promovido pela TV Record. Para o partido em fase de criação e que tem como líder a candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva, Fidelix se comportou de forma "homofóbica" e "segregacionista".

"Sua narrativa anti LGBT causou espanto, pois assume, com linguagem agressiva, os valores mais atrasados sobre sexualidade humana e cidadania, ao mesmo tempo em que explicita a todos sua profunda ignorância sobre o assunto", diz o texto.

Neste domingo, a questão sobre os direitos da população LGBT voltou ao centro de debate após uma declaração do candidato nanico. Questionado sobre a violência contra homossexuais, ele respondeu que casais do mesmo sexo não se reproduzem e disse que vai "enfrentar essa minoria". Na ocasião, a candidata do PSB não reagiu aos comentários de Fidelix.

"Posturas como essa, ecoadas por pessoas públicas, somente reforçam o preconceito que vitimiza milhões de pessoas no País", reforça a nota da Rede. Segundo a futura sigla, o candidato fez "apologia" a ações criminosas contra a população LGBT.

Coube ao futuro partido de Marina defender o plano de governo da candidata para o segmento. Segundo a Rede, a candidata pretende "desenvolver ações que eduquem a população para o convívio respeitoso com a diferença e a capacidade de reconhecer os direitos civis de todos". "Também propomos normatizar e especificar o conceito de homofobia no âmbito da administração pública e criar mecanismos para aferir os crimes de natureza homofóbica", emenda a nota.

No início do mês, a campanha de Marina divulgou o conjunto de propostas, mas recuou em dois pontos. Um dos pontos que foram cortados do programa de Marina é o apoio ao projeto de lei 122, em tramitação no Legislativo, que equipara o crime de homofobia ao racismo, com a aplicação das mesmas penas previstas em lei. Outro recuo se referiu à união entre pessoas do mesmo sexo. Na versão original, Marina prometeu "apoiar propostas em defesa do casamento civil e igualitárias com vistas à aprovação dos projetos de lei e da emenda constitucional em tramitação, que garantem o direito ao casamento igualitário na Constituição e no Código Civil". Na proposta modificada, ela diz que vai "garantir os direitos oriundos da união civil entre pessoas do mesmo sexo".

"Reafirmamos nosso repúdio às declarações de Levy Fidelix e nossa defesa de um Estado laico e da inviolabilidade da privacidade sexual, bem como do respeito ao outro, da beleza da diversidade humana e da justiça da luta por direitos civis, políticos, sociais e sexuais de todos", conclui a Rede.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.