Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O ex-auditor fiscal L uís Alexandre Magalhães, um dos acusados de fazer parte da “máfia do ISS” em São Paulo, foi preso em flagrante na noite desta quarta-feira (17) em um bar no Tatuapé, Zona Leste de São Paulo. Ele foi flagrado em uma operação conjunta da Controladoria-Geral do Município, do Ministério Público e da Polícia Civil, recebendo R$ 70 mil de ex-colega de trabalho. Segundo a polícia, ele cobrava para dar depoimentos favoráveis a ex-colegas e empresas investigados. O dinheiro, R$ 70 mil, foi encontrado em sua mochila, em notas de R$ 100.

Magalhães é delator do esquema que causou prejuízo de R$ 500 milhões aos cofres públicos da cidade de São Paulo, segundo investigações do Ministério Público. Ele e outros auditores fiscais cobravam propina de empreendedores imobiliários para liberar o “Habite-se” (alvará de funcionamento).

Os outros fiscais que estavam junto com Alexandre no bar foram detidos e liberados horas depois. Magalhães exigiu R$ 70 mil de Carlos Flávio Moretti Filho em troca de um depoimento favorável em um inquérito administrativo disciplinar da prefeitura.

De acordo com a Promotoria, mais de 400 empreendimentos imobiliários na capital paulista foram regularizados após pagamento de propina ao grupo entre 2010 e 2012.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]