i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
legislativo

Felipe Francischini pede revogação de título de cidadão honorário de Dirceu

    • Estadão Conteúdo Web
    • 19/08/2015 17:04
    Felipe Francischini, deputado estadual. | Albari Rosa/Gazeta do Povo
    Felipe Francischini, deputado estadual.| Foto: Albari Rosa/Gazeta do Povo

    O deputado estadual do Paraná Felipe Francischini (SD) pediu nesta quarta-feira (19) a revogação do título de cidadão honorário do estado do Paraná concedido ao ex-ministro José Dirceu em 2003. Dirceu está preso desde o início do mês na sede da Polícia Federal em Curitiba sob acusação de envolvimento no esquema de corrupção na Petrobras desarticulado pela Operação Lava Jato.

    No dia de denúncia contra Cunha, PPS anuncia homenagem da Câmara a Moro

    Leia a matéria completa

    A honraria concedida ao petista estava prevista numa lei apresentada pela bancada do PT em 2003 e contou com o apoio do então deputado André Vargas – que também foi preso no âmbito da Lava Jato, em abril deste ano.

    “É inconcebível que o Dirceu seja considerado cidadão honorário do Paraná. Ele nada tem de honorário. É apenas um corrupto já condenado que está sendo novamente investigado por ter participado da roubalheira na Petrobras”, disse o parlamentar paranaense, ao citar também a primeira vez em que Dirceu foi preso, depois de ser condenado no processo do mensalão. Atualmente, o ex-ministro também cumpre pena referente àquela ação penal em regime domiciliar.

    “Do que adianta a gente apresentar um título a alguém se um criminoso preso tem essa honraria? Precisamos restaurar a credibilidade do instrumento”.

    Para revogar a lei, Francischini apresentou em plenário nesta quarta um projeto de lei que solicita a revogação do título dado a Dirceu. A previsão do parlamentar é de que o projeto seja votado em “duas ou três semanas”. “A honraria é dada para quem tem reputação ilibada. E reputação ilibada é o que ele não tem”, disse o deputado.

    O advogado de defesa de Dirceu, Roberto Podval, disse que “não perderá tempos pensando na postura política do deputado”. “Tenho problemas demais para me preocupar”, afirmou.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

      Receba Nossas Notícias

      Receba nossas newsletters

      Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

      Receba nossas notícias no celular

      WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

      Comentários [ 0 ]

      O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.