Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Vida Pública
  3. Justus assume como governador e exerce cargo por sete dias

Governo no PR

Justus assume como governador e exerce cargo por sete dias

No exercício do cargo, ele deve conceder reposição salarial ao Legislativo

  • Taiana Bubniak, especial para a Gazeta do Povo, com informações de Sandro Moser
  • Atualizado em às
O deputado Nelson Justos assume o governo do estado do Paraná, em cerimônia no gabinete do governador, no Palácio das Araucárias |
O deputado Nelson Justos assume o governo do estado do Paraná, em cerimônia no gabinete do governador, no Palácio das Araucárias
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O presidente da Assembleia Legislativa, Nelson Justus (DEM), assumiu, nesta quinta-feira (2), o governo do Paraná. Durante sete dias, ele vai substituir Orlando Pessuti, que solicitou o afastamento para participar da 16ª Conferência da Organização das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP-16).

O democrata avisou que vai cumprir as funções de governador e dará seguimento à pauta do cargo. “Vou participar da Escola de Governo, visitar alguns municípios e seguir a agenda que já está pronta, com inauguração de obras”, comentou. Sobre a sanção de projetos, o deputado admite que propostas bem estruturadas devem ser validadas.

Entre os projetos que podem vir a ser sancionados está o que autoriza a reposição salarial dos servidores do Legislativo no estado. A cerimônia de transmissão de cargo foi realizada no gabinete do governador e aproximadamente 200 pessoas acompanharam a transferência.

Orlando Pessuti ressaltou a confiança que deposita em Justus. “Somos da mesma região do estado, temos uma trajetória política parecida e somos amigos”, comentou o governador. Justus disse que Pessuti pode viajar com tranquilidade, porque ele irá chefiar o Paraná da melhor forma possível.

É a primeira passagem de Justus pelo Executivo Estadual e durante a semana como governador, o deputado deve sancionar um projeto relacionado à Assembleia Legislativa. A proposta, votada em em três dias na Casa, regulamenta a reposição salarial dos servidores da relativo às perdas de 11,98% decorrentes da mudanças de moeda no país e pode significar a utilização de R$ 74 milhões do orçamento do Legislativo.

Durante a ausência de Justus, quem assume a presidência da casa de Leis é o 2º secretário, Antônio Anibelli (PMDB).

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE