Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Lula em  palestra: “Merecemos [receber] pelo menos igual ao Clinton”. | Ricardo Stuckert/Instituto Lula
Lula em palestra: “Merecemos [receber] pelo menos igual ao Clinton”.| Foto: Ricardo Stuckert/Instituto Lula

No depoimento à Polícia Federal (PF) durante a 24.ª fase da Operação Lava Jato, o ex-presidente Lula afirmou cobrar US$ 200 mil por palestra proferida no exterior: “Com o dólar a quatro ou a um”, garantiu o ex-presidente. “Nós pegamos um valor do Bill Clinton [ex-presidente os EUA] e falamos o seguinte: ‘Nós fizemos mais do que ele; então nós merecemos pelo menos igual’, e aí passamos a viajar, eu viajei muito em 2011, até porque eu queria sair do Brasil para não ficar atrapalhando a presidente [Dilma Rousseff] que tinha tomado posse”, explicou Lula. A Lava Jato suspeita que as palestras, pagas por empreiteiras envolvidas na Lava Jato, seriam uma forma de pagar propina indiretamente a Lula.

Sobre a confusão patrimonial apontada pela Receita Federal, entre a empresa LILS, responsável pelo gerenciamento das palestras, e o Instituto Lula, o ex-presidente foi irônico: “Ela [a receita das palestras] fica na LILS e vai ser utilizada quando todas as empresas que vocês estão destruindo nesse país não puderem contribuir mais financeiramente; o dinheiro vai ser utilizado para manter o instituto”, disse.

Lula foi conduzido coercitivamente para prestar depoimento na deflagração da 24ª fase da Lava Jato, no dia 4 de março. Ele prestou um depoimento de cerca de três horas no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]