i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Brasília

Ministérios farão ação piloto para acompanhar gastos

Cada ministério será responsável por estabelecer o seu sistema próprio, mas a orientação do Planalto é adotar programas de licença livre, gratuitos, para que os dados de uma pasta conversem com os de outra

  • PorAgência Estado
  • 01/02/2012 05:07

O governo começou a tirar do papel ontem o plano da presidente Dilma Rousseff de monitorar, se possível em tempo real, a aplicação do dinheiro público. Ficou definido que o sistema de acompanhamento será implementado inicialmente nos ministérios da Saúde, Transportes, Justiça e nos aeroportos, com capacidade de verificar não apenas obras como também serviços públicos prestados ao cidadão.

Cada ministério será responsável por estabelecer o seu sistema próprio, mas a orientação do Planalto é adotar programas de licença livre, gratuitos, para que os dados de uma pasta conversem com os de outra.

Ministérios envolvidos com a Copa de 2014, como Turismo, Esportes e Cidades, também figuram na lista de prioridades. Mas o Planalto sabe que os dois primeiros vão precisar de um pouco mais de tempo para se adequarem, já que passaram por mudanças em 2011, quando Pedro Novais e Orlando Silva caíram por suspeitas de irregularidade.

Ontem, os 38 secretários executivos se reuniram por quatro horas no Palácio do Planalto. Um dos principais temas do encontro foi a apresentação das diretrizes pela Casa Civil, a definição de responsabilidades de cada um, os programas que serão monitorados em um primeiro momento e o prazo para isso.

Caberá a eles - o 2.º cargo na hierarquia da pasta - acompanhar a implementação do programa de monitoramento online. Isso porque esses cargos são geralmente ocupados por pessoas com visão mais técnica e alguns deles são servidores de carreira.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.