i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
lava jato

Moro libera acesso da Odebrecht a arquivos apreendidos na Lava Jato

Caixas estavam lacradas na Polícia Federal há duas semanas

  • PorAna Krüger, especial para a Gazeta do Povo
  • 06/07/2015 20:37
A empresa de Marcelo Odebrecht terá 72 horas para indicar e justificar quais e-mails devem ser excluídos da investigação | Antônio More/Gazeta do Povo
A empresa de Marcelo Odebrecht terá 72 horas para indicar e justificar quais e-mails devem ser excluídos da investigação| Foto: Antônio More/Gazeta do Povo

O juiz federal Sérgio Moro autorizou a empresa Odebrecht a acessar parte dos documentos apreendidos na 14ª fase da Operação Lava Jato. Quando os mandados de busca e apreensão foram cumpridos na sede da empresa em São Paulo, no dia 19 de junho, arquivos considerados de sigilo profissional foram levados pela Polícia Federal. Por enquanto, a polícia não tinha investigado o conteúdo desses arquivos.

Na decisão de Moro, consta que e-mails da empresa com mensagens dos advogados e gestores Maria Pinto Lima Pacheco, Eduardo Oliveira Gedeon e Guilherme Pacheco de Brito seriam analisados na investigação. As atividades dos três citados estão sob investigação da operação. No entanto, antes de analisar esse material a empresa vai poder fazer uma triagem nos arquivos apreendidos.

A Odebrecht vai agendar com oficiais da Polícia Federal um horário para definir o que vai ser analisado na operação. A empresa terá 72 horas para indicar e justificar quais e-mails devem ser excluídos da investigação.

A empresa é acusada de participar de um esquema criminoso de cartel, pagamento de propinas em contratos da Petrobras e fraudes em licitações. A Odebrecht informou que não vai comentar a decisão.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.