i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
câmara

Na CPI da Petrobras, deputado do PSol pede afastamento de Eduardo Cunha

    • Estadão Conteúdo Web
    • 20/08/2015 11:06
    Deputado Ivan Valente: “Essa vergonha não pode continuar”. | Luis Macedo / Câmara dos Deputados
    Deputado Ivan Valente: “Essa vergonha não pode continuar”.| Foto: Luis Macedo / Câmara dos Deputados

    Na iminência da apresentação de denúncia pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o deputado Ivan Valente (PSol-SP) cobrou da CPI da Petrobras a oitiva do delator Julio Camargo e da convocação da ex-deputada Solange Almeida (PMDB-RJ), personagens que comprometem o peemedebista. Diante do esvaziamento da CPI, Valente disse que Cunha precisa voltar à comissão e deixar a presidência da Casa.

    Eduardo Cunha vive ‘a dor e delícia de ser o que é’

    Marcada por suspeitas, carreira de presidente da Câmara chega ao topo ao mesmo tempo em que pode ser implodido pelo rastilho aceso pelo Ministério Público

    Leia a matéria completa

    O presidente da Câmara já esteve na CPI, onde se ofereceu para depor logo que a PGR entregou a lista dos políticos envolvidos na Operação Lava Jato. Na ocasião, a sessão se transformou num “ato de desagravo” e ataques ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

    Valente disse que a comissão sofre um processo de desmoralização porque blinda personagens fundamentais da Operação Lava Jato e só traz pessoas de “terceiro escalão”. “É uma vergonha para essa CPI o esvaziamento. O senhor Eduardo Cunha precisa depor à CPI e se afastar da presidência da Casa. Essa vergonha não pode continuar. A CPI não pode permanecer cega e muda diante dessa realidade”, discursou.

    A intervenção do parlamentar ganhou o apoio do sub-relator Altineu Côrtes (PR-RJ). O deputado se disse frustrado com o andamento dos trabalhos e concluiu que a comissão prevarica ao não investigar as questões centrais do esquema de corrupção na Petrobras. “Vão dizer em 60 dias que a CPI prevaricou porque não investigou nada”, criticou.

    Deixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

      Receba Nossas Notícias

      Receba nossas newsletters

      Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

      Receba nossas notícias no celular

      WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

      Comentários [ 0 ]

      O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.