i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
notas políticas

País da piada pronta

  • 26/11/2009 21:02
 |
| Foto:

O fabricante de papel higiênico Neve está levando ao ar, desde ontem, nas principais emissoras de rádio do país, uma propaganda bem humorada em que usa uma imitação da voz do presidente Lula. A peça é sobre o "novo Pack (embalagem) de Neve", numa alusão ao PAC do governo. Sem citar o nome da ministra Dilma Rousseff, um imitador de Lula, o humorista Beto Hora, utiliza os principais bordões usados por Lula, como "nunca na história deste país", para falar que está lançando um "pac que vai trazer mais economia para os brasileiros". O personagem prossegue dizendo que quer "chamar aqui a maior responsável por esse sucesso. Com vocês, a ministra. Ué, cada a ministra?". E no fundo, se ouve uma voz feminina gritando "Alfredooooo" (personagem de um mordomo que sempre marcou as propagandas do papel higiênico Neve). E em seguida, "Lula" volta a falar. "Vamos aproveitar (diz o falso Lula rindo) que a ministra está em conferência com o Alfredo pra falar do pack econômico de Neve com 16 rolos. Nunca na história deste país o povo teve tanta maciez. Só papel higiênico Neve tem o toque da seda. É impossível viver sem Neve".Número

R$ 800 mil - foram arrecadados pelo Senado no leilão de bens do patrimônio da Casa considerados ultrapassados, alguns tinham alto custo de manutenção. A direção do Senado considerou um sucesso o evento realizado no último fim de semana em Brasília. Entre os itens leiloados mais cobiçados estava um Landau 1982 preto. Em bom estado de conservação, o carro luxuoso foi arrematado por R$ 50 mil.

Passou mal

Um mal-estar levou ontem o presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), a buscar atendimento no Serviço Médico da Casa. Sarney começou a sentir fortes dores abdominais ainda durante audiência em que recebeu o presidente da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês, Jia Qinglin, e sua comitiva (na foto, Sarney recebe uma garrafa com a foto dele da época de presidente estampada). Logo após o compromisso, Sarney foi aconselhado pela assessoria a se dirigir ao posto médico que fica próximo ao plenário.

Foi diagnosticado um quadro de gastroenterite.

Censura 1

O padre José Geraldo de Oliveira diz que o presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil e arcebispo de Mariana (MG), dom Geraldo Lyrio Rocha, censurou exemplares da edição de setembro do jornal da Arquidiocese de Mariana. O editorial trazia ataques a políticos, em especial ao governador Aécio Neves. Oliveira, que avalizou o editorial, foi removido do cargo por dom Geraldo.

Censura 2

O arcebispo disse que suspendeu a distribuição do jornal, mas que isso não é censura: "O editorial não poderia comparecer num jornal da arquidiocese, pelo tom do editorial nos termos da linguagem e a posição político-partidária que está subjacente no texto. A arquidiocese não pode adotar uma postura político-partidária", declarou.

De perto

O governador Requião vai acompanhar o registro da sua pré-candidatura à Presidência na próxima terça-feira, na sede do PMDB, em Brasília. A oficialização do nome de Requião será encaminhada pelos presidentes dos diretórios peemedebistas do Paraná, Waldyr Pugliesi; Rio Grande do Sul, Pedro Simon; e de Santa Catarina, Eduardo Pinho Moreira.

Pinga-fogo

"Para o Brasil, quanto mais reforma agrária, melhor."

Do ministro do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, defendendo que a reforma agrária deve ser vista como um importante passo na produção de alimentos e no combate à fome.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.