Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Orlando Pessuti, ex-governador | Ivonaldo Alexandre/ Gazeta do Povo
Orlando Pessuti, ex-governador| Foto: Ivonaldo Alexandre/ Gazeta do Povo
  • Netinho de Paula (PCdoB)
  • Gustavo Fruet (PDT), prefeito de Curitiba

O ex-governador Orlando Pessuti (foto) quer que o PMDB do Paraná antecipe a convenção estadual do partido, marcada para junho. Ele vai sugerir que a convenção seja realizada no dia 18 de maio, para o partido definir com antecedência o rumo que vai tomar nas eleições deste ano. "O PSDB já tem o Beto Richa e o PT tem a Gleisi Hoffmann, e ainda estamos sem definição. O PMDB do Rio Grande do Sul fará uma pré-convenção no dia 15 de março, em Santa Catarina será no dia 26 de abril", argumenta Pessuti. "Com a antecipação, ganharíamos uns 45 dias." Uma ala do PMDB paranaense defende o apoio à reeleição de Beto Richa, e outra luta pela candidatura própria. Pessuti é pré-candidato ao governo.

Gestão separada

A Câmara de Curitiba vota na próxima semana um projeto de autoria do prefeito Gustavo Fruet (PDT) que exclui o metrô – e outros modais que possam ser construídos futuramente – da lei de organização do transporte coletivo. De acordo com a prefeitura, a contratação das empresas responsáveis pelo metrô será realizada com uma modelagem diferente dos contratos vigentes da Urbs com as empresas de ônibus. O projeto está na Ordem do Dia de segunda-feira, mas a votação deve ser adiada para quarta.

LOA em discussão

As consultas públicas da Lei de Diretrizes Orçamentárias de 2015 (LOA) de Curitiba começam na segunda-feira. A prefeitura irá promover nove consultas públicas até o dia 15 de abril – uma em cada administração regional da cidade. Na ocasião, os participantes farão sugestões sobre o orçamento do ano que vem. Veja o cronograma completo em http://bitly.com/1lsa1Cz.

Netinho em SP

O cantor Netinho de Paula (PCdoB, foto) irá deixar a Secretaria Municipal da Promoção da Igualdade Racial de São Paulo e reassumir sua vaga na Câmara Municipal. A saída ocorre porque ele irá disputar a eleição de outubro, sem definição de qual vaga tentará ocupar.

Pinga-fogo

"A vida política está cada vez mais brutalizada, com as informações circulando muito rápido. Isso dá margem a muita especulação. Mas não há nenhuma crise na relação, pelo contrário. A Mirian tem ajudado muito em várias frentes."

Gustavo Fruet (PDT), prefeito de Curitiba, desmentido que esteja se desentendendo com a vice, Mirian Gonçalves (PT), que supostamente estaria apoiando greves em vários setores do serviço público municipal.

Colaboraram: Euclides Lucas Garcia, José Marcos Lopes, Chico Marés e Bruna Maestri Walter.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]