A presidente Dilma Rousseff evitou dar qualquer sinalização em relação ao seu futuro político em 2014, sob a alegação de que o momento atual é de se concentrar nas ações da sua administração, mantendo todo o vigor do primeiro dia de governo. "Não respondo isso nem amarrada", disse ela, rindo, ao ser questionada se será candidata à reeleição em 2014.

Dilma também evitou responder sobre a mobilização de setores do PT que querem a volta do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ao Palácio do Planalto. "Não falo de sucessão presidencial no meio do meu governo. Isso não é politicamente necessário", declarou a presidente.

A presidente acentuou que falar sobre esse tema no segundo ano de seu governo seria antecipar 2014. "E eu pretendo governar com absoluto empenho até dezembro de 2014. Não vou antecipar o fim do meu mandato", avisou a presidente, destacando que mantém "absoluto empenho" na administração, como se estivesse no início do mandato. Dilma realizou nesta quinta-feira (27) encontro com jornalistas, no Palácio do Planalto.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]