i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Explicações

PT vai interpelar Serra na Justiça por acusação a Dilma

Petistas ameaçam processar pré-candidato tucano à Presidência por danos morais caso ele reafirme que ex-ministra é responsável por suposto dossiê

  • PorDas agências
  • 03/06/2010 21:03
 |
| Foto:

O episódio do suposto dossiê petista contra o pré-candidato do PSDB à Presidência, José Serra, deve parar na Justiça. O presidente do PT, José Eduardo Dutra, anunciou ontem que o partido vai interpelar Serra por responsabilizar a adversária Dilma Rousseff pela fabricação do tal documento. "Decidimos interpelar o Serra judicialmente, por suas acusações a Dilma e ao PT, sobre o tal dossiê. Quem não deve não teme", disse Dutra em sua página no Twitter (rede de microblogs).

A decisão de interpelar o tucano foi tomada em reunião na manhã de ontem entre Dutra e o secretário-geral do PT, José Eduardo Cardozo. Ambos negam que o partido tenha investigado Serra.

"Um candidato à Presidência não pode ficar fazendo acusações ao léu. Se Serra reafirmar o que disse, entraremos com uma ação por danos morais. Ele terá de provar o que falou. Essa declaração é uma lesão à imagem de Dilma", disse Cardozo.A decisão petista é mais um capítulo em torno da polêmica sobre o suposto dossiê que, segundo a revista Veja, teria denúncias contra Serra. Na quarta-feira, a temperatura política subiu após o pré-candidato do PSDB acusar Dilma de ligação com o caso. "A principal responsabilidade por esse novo dossiê é da candidata Dilma Rousseff. Disso eu não tenho dúvida", disse Serra no início da semana. A reportagem de Veja, que serviu para desencadear a reação dos tucanos, relatou que Dilma interveio para abortar a produção do suposto dossiê e desaprovou sua eventual confecção.

Em nota, o presidente do PT explicou que o objetivo da interpelação judicial será o "esclarecimento" por parte de Serra sobre essas declarações. "O PT reafirma que nunca sua direção nacional nem a coordenação da campanha de Dilma Rousseff determinaram a elaboração de qualquer dossiê a respeito. As especulações acerca do suposto dossiê estão sendo alimentadas pela oposição numa tentativa desesperada de buscar reverter um quadro eleitoral adverso", disse Dutra.

A campanha tucana reagiu ao anúncio e classificou a iniciativa petista de tentativa de tirar o foco de Dilma, que deveria explicar "quem fez o dossiê, como fez e com qual objetivo e dinheiro". "Estão querendo transformar o Serra, que é vítima de uma política nefasta, em réu", afirmou o presidente do PSDB, Sérgio Guerra.

Para Guerra, a interpelação representa "o cúmulo da inversão ética". "Quem deve alguma explicação a respeito dessa fábrica de dossiês é o PT e a campanha de Dilma. Se ela não manifesta repúdio ao que foi feito, não manda embora e nem entrega os malfeitores, assume a responsabilidade por mais essa trapalhada."

Guerra disse que conversou ontem com Serra, que estava no Paraná e não demonstrou preocupação com a decisão do PT. Dilma passou o dia em Brasília hoje, sem dar declarações. Na interpelação, ele poderá optar entre confirmar a acusação contra Dilma ou manter-se calado.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.