i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Notas Políticas

Sem divisão

  • PorRicardo Marques de Medeiros – notaspoliticas@gazetadopovo.com.br
  • 22/08/2010 21:01
 | Maurício de Souza/Jornal Hoje em Dia
| Foto: Maurício de Souza/Jornal Hoje em Dia
  • Bonequinhas -A candidata do PV à Presidência, Marina Silva (foto), não gostou da propaganda do TSE sobre as eleições deste ano, na qual um boneco do sexo masculino recebe a faixa de presidente. Segundo ela, o tribunal deveria mostrar também duas bonequinhas,

O candidato a vice na chapa de Dilma Rousseff (PT) à Presidência, deputado e presidente do PMDB, Michel Temer (foto), disse ontem que num regime de governo presidencialista, quem distribui os postos no ministério é o presidente. "Neste caso, presidenta", observou ele, negando que o PMDB já tenha dividido o governo meio a meio com o PT em troca de apoio a Dilma. "Pode ser que o PMDB venha a ocupar cargos e ministérios, mas não existe essa coisa de dividir governo", afirmou. "O que pode acontecer é a presidente escolher um ou outro nome do PMDB e também dos outros partidos aliados". Temer afirmou que o PMDB fez apenas duas exigências para fazer a aliança com o PT: "No protocolo que firmamos em outubro do ano passado, estava escrito que o vice seria do PMDB e que o programa de governo teria participação do partido, como tivemos. Neste momento, estamos juntando nossas propostas, para ter um programa de governo único".Aliás...

Michel Temer disse ainda que a cúpula do PMDB não está insatisfeita com a participação que teve no governo Lula, tampouco com a escolha dos peemedebistas que fizeram parte do ministério. "Todos os ministros que estavam lá eram do PMDB e agiram em nome do partido para colaborar com o governo."

Sem resposta

A eleição para presidente e para governadores ofusca a disputa para o Congresso e para as assembleias estaduais?

Luta armada 1

A cúpula da campanha de Dilma Rousseff coletou dados sobre tucanos que, a exemplo da candidata do PT à Presidência, participaram de organizações conhecidas por pregar a luta armada na ditadura militar. A ofensiva só irá para o programa de tevê, no entanto, se o candidato do PSDB, José Serra, recorrer à estratégia de vincular a ex-chefe da Casa Civil a ações terroristas.

Luta armada 2

O resgate da história põe na berlinda o concorrente do PSDB ao Senado, Aloysio Nunes Ferreira, ex-chefe da Casa Civil quando Serra era governador de São Paulo e ex-secretário-geral da Presidência na gestão de Fernando Henrique Cardoso. Além dele são mencionados o ex-ministro das Comunicações Sérgio Motta, morto em 1998, e o deputado José Aníbal (SP).

Roriz

O candidato ao governo do Distrito Federal Joaquim Roriz (PSC) foi condenado pela Justiça Federal a devolver R$ 7,7 milhões à União por ter firmado sem licitação um contrato ilegal em 2004, quando era governador.

Fica como está

O tucano José Serra disse ontem que não vai mudar os rumos de sua campanha à Presidência, apesar de críticas e pressão de aliados. "Não [vamos mudar a estratégia da campanha]. Nós vamos seguir nosso trabalho com muita seriedade, com muito empenho, otimismo e propostas para mostrar para a população. E vamos chegar lá.’’

* * * * *

Pinga-fogo

"De dia o Serra esculhamba o governo, o PT e os petistas. De noite bota o Lula no seu programa. Na minha terra o nome disso é ... deixa pra lá."

José Eduardo Dutra, presidente nacional do PT, no Twitter.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.