Polícia Federal: delegados e peritos criticaram o ajuste fiscal. | Ivonaldo Alexandre/IGazeta do Povo/Arquivo
Polícia Federal: delegados e peritos criticaram o ajuste fiscal.| Foto: Ivonaldo Alexandre/IGazeta do Povo/Arquivo

Servidores federais estão organizando um dia nacional de paralisação do serviço público em repúdio ao pacote de medidas anunciadas pelo governo para aumentar a arrecadação e cortar despesas. O protesto foi marcado para a próxima quarta-feira, dia 23, em reunião do Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais, composto por 23 entidades nacionais do funcionalismo federal, na noite de terça-feira (15).

Além da paralisação, haverá atividades sindicais nos estados e manifestação em Brasília. Segundo o Fórum, a decisão pela paralisação nacional teve apoio unânime das entidades. Os pontos mais criticados são o adiamento de janeiro para agosto do reajuste dos salários dos servidores e o congelamento de concursos. As medidas, defendem os sindicalistas, atacam o direito da sociedade a serviços públicos, gratuitos e de qualidade.

Ao colocar a conta do desgoverno sobre os ombros do conjunto dos servidores, o governo federal se exime de fazer a sua parte no ajuste fiscal.”

Nota do Sindifisco, sindicato dos servidores da Receita Federal.

Polícia Federal e Receita

Os delegados e peritos da Polícia Federal e os auditores da Receita também repudiaram os cortes anunciados pelo governo Dilma. Em nota pública, as principais entidades de classe dos policiais federais e do Fisco expõem seus argumentos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]