O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta terça-feira (8) em entrevista a uma rádio do Ceará que tem adversários políticos tentando "ganhar o jogo no tapetão" através de representações contra ele no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Lula já recebeu da corte cinco multas por propaganda eleitoral antecipada em favor da pré-candidata do PT à sucessão presidencial, Dilma Rousseff. Ao ser questionado sobre as penalidades, o presidente disse que pelo cargo que exerce deve ser "exemplo" no respeito às leis, mas afirmou que é preciso "estar atento" às intenções dos inimigos políticos.

"Existia uma interpretação, essa interpretação foi mudada e, obviamente, cabe ao presidente da República ser o exemplo no cumprimento das leis. O presidente da República não pode transgredir as leis", disse. "Mas é importante que a gente fique atento, porque eu estou cheio de adversários, sabe, que, com preocupação de me enfrentar na campanha, começam a querer ganhar o jogo no tapetão", atacou o presidente.

Lula ressaltou que os excessos durante a pré-campanha devem ser punidos, mas disse que "tem gente" torcendo e falando demais sobre o assunto. "Se houver excesso obviamente que cada um de nós tem que ser punido. Agora, eu tenho ouvido gente falar demais, torcer demais. Tem gente falando em coisas que não deveria falar demais. Acho que tem gente falando demais sobre essas questões, fazendo insinuação demais", criticou.

A última multa recebida por Lula foi aplicada pelo ministro substituto do TSE Henrique Neves na última sexta-feira (4). Neves determinou que o presidente pague R$ 7,5 mil por propaganda antecipada em evento da Central Única dos Trabalhadores (CUT), no Dia do Trabalhador. É a quinta vez que Lula é penalizado por supostamente fazer propaganda em favor de Dilma Rousseff. Os valores somados das penalidades chegam a R$ 37,5 mil.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]