Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Crédito Fábio Muniz
| Foto: Crédito Fábio Muniz
  • Dedo na ferida -O deputado paranaense Assis do Couto (PT) resolveu colocar um dedo numa velha ferida. O petista apresentou um projeto que prevê a criação da Estrada-Parque Caminho do Colono. A via cortaria o Parque Nacional do Iguaçu. A estrada aproveitaria o trajeto da antiga Estrada do Colono, fechada por decisão judicial desde 2003. A polêmica em torno da estrada é antiga. O caminho existe desde 1924 e liga os municípios de Serranópolis e Capanema, no Oeste do estado. A proposta do deputado deve enfrentar a ira dos ambientalistas, que temem que o caminho atrapalhe a livre circulação dos animais da reserva. A medida conta com o apoio da população local. Sem a estrada, os moradores precisam contornar o parque, um percurso de 200 quilômetros para ir de uma cidade a outra

Com a Lei da Ficha Limpa, o calendário eleitoral ficou apertado tanto para os candidatos quanto para a Justiça Eleitoral. A lei aumenta as condições de inelegibilidade e muitos candidatos poderão ter seus registros rejeitados, gerando recursos que precisam ser julgados até o dia 19 de agosto pelo TSE. Os candidatos têm até as 19 horas do dia 5 de julho para fazerem o registro no Tribunal Regional Eleitoral de seus estados. Apenas as candidaturas à Presidência da República fazem o registro no TSE. Caso os tribunais regionais rejeitem alguns registros com base na Ficha Limpa, os recursos vão para o TSE, que analisará o recurso em plenário. Atualmente, essas sessões só ocorrem em dois dias da semana, terça e quinta-feira no período da noite.

* * * * *

Conversa afiada

Eduardo Giannetti da Fonseca (foto), economista e filósofo, um dos principais consultores econômicos da equipe da candidata do PV à Presidência, Marina Silva.

Qual o problema da política econômica?

Há falta de coordenação entre a área da Fazenda e o Banco Central (BC). O aumento do gasto público vai na contramão da necessidade de conter o superaquecimento da economia, tarefa hoje exclusiva do BC. Ou seja, um lado pisa no freio e o outro, no acelerador.

Estamos sendo irresponsáveis?

O Brasil está tentando dar um passo maior do que a perna e não vai conseguir. Estamos tentando, ao mesmo tempo, aumentar o consumo das famílias, o investimento privado, o investimento público e os gastos do governo. Não dá para fazer tudo isso junto.

Já há superaquecimento?

Os sinais são evidentes: pressão inflacionária e desequilíbrio nas contas externas. Isso aumenta o custo para a sociedade. Os juros vão ter que subir mais do que precisariam para reduzir a inflação.

* * * * *

Bazinga

O ex-governador Roberto Requião tem um novo slogan. É o "Bazinga", expressão do personagem Sheldon, da série Big Bang Theory. Em seus posts no twitter, Requião tem, invariavelmente, utilizado o Bazinga para terminar seus pensamentos. Sheldon, o personagem dono da frase é um gênio de parcas relações sociais.

Esquadrão ônibus

O vereador curitibano Jair Cézar (PSDB) solicitou um estudo à prefeitura para criar um pelotão de guardas municipais. O grupo teria viaturas exclusivas para interceptar ônibus e trânsito livre no interior dos coletivos, estações-tubo e terminais, combatendo os crimes. De acordo com Jair Cézar, nos primeiros cinco meses deste ano, foram verificados cerca de mil assaltos às linhas de ônibus e estações-tubo.

* * * * *

Pinga-fogo

"Já antevemos problemas decorrentes da desorganização do Poder Judiciário, que, em geral, é refratário a modernizações."

Fabiano Angélico, diretor de projetos da ONG Transparência Brasil, sobre a dificuldade para a aplicação da Lei da Ficha Limpa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]