Deputados se aglomeram na Câmara, em Brasília, para mostrar seu apoio ao impeachment da presidente Dilma. | EVARISTO SA/AFP
Deputados se aglomeram na Câmara, em Brasília, para mostrar seu apoio ao impeachment da presidente Dilma.| Foto: EVARISTO SA/AFP

A sessão histórica para a votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff começa às 8h55m desta sexta-feira, com a fala dos autores do pedido de impeachment e a defesa da presidente, e vai até domingo, quando ocorrerá a votação.

A Câmara dos Deputados, em Brasília, registra manifestações internas de apoio ao impeachment. Alguns dos políticos contra o governo Dilma levaram faixas e placas demonstrando seu posicionamento.

  • Membros da Câmara favoráveis ao impeachment demonstram seu posicionamento durante a sessão no Plenário.
  • Deputados seguravam , durante a sessão no Plenário nesta sexta (15), placas de apoio ao impeachment.
  • Deputado Rogério Rosso, presidente da comissão especial do impeachment, durante sessão em Brasília.
  • Deputados Rogério Rosso (esquerda), presidente da comissão especial do impeachment, e Jovair Arantes (direita), relator do processo.
  • Movimentação na câmara durante fala do advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo. Cardozo faz a defesa do governo no processo de impeachment.
  • Faixa e cartazes reforçam posicionamento de deputados durante a sessão deliberativa sobre o impeachment, nesta sexta (15).
  • José Eduardo Cardozo, advogado-geral da União, fala a favor do governo durante a sessão da Câmara em Brasília.
  • Presidente da Câmara, Eduardo Cunha fala durante o início da sessão deliberativa.
  • Vista da Câmara dos Deputados, em Brasília, enquanto é dado início na sessão que irá decidir se a presidente Dilma deixará o governo.
  • Deputado Miguel Reale, um dos autores da denúncia contra a presidente Dilma Rousseff, fala para a Câmara dos Deputados nesta sexta (15).
Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]