Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Doença cardíaca e diabete têm risco identificado por cinco marcadores

São eles a circunferência da cintura, a pressão arterial, o triglicerídeos, o colesterol e a glicemia. Veja os índices e fique alerta

São marcadores importantes a circunferência da cintura, a pressão arterial, o triglicerídeos, o colesterol e a glicemia. Veja os índices e fique alerta. Foto: Bigstock.São marcadores importantes a circunferência da cintura, a pressão arterial, o triglicerídeos, o colesterol e a glicemia. Veja os índices e fique alerta. Foto: Bigstock.

A prevenção à doença cardiovascular e ao diabete tipo 2 tem cinco aliados de peso que podem ajudar os médicos a identificarem se o paciente precisa mudar hábitos de vida para manter uma boa saúde. São eles a circunferência da cintura, a pressão arterial, o triglicerídeos, o colesterol e a glicemia.

Segundo o artigo “Prevenção primária da doença vascular e do diabetes tipo 2 em pacientes com risco metabólico”, realizado pela Endocrine Society e publicadas em 31 de julho no periódico online Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism, o risco estaria na (i) pressão arterial elevada, (ii) circunferência da cintura aumentada, (iii) triglicérides em jejum elevado, (iv) colesterol de lipoproteína de alta densidade baixa e (v) glicemia elevada.

“Reforçamos a importância das modificações de estilo de vida, dos hábitos alimentares e comportamentais como sendo o tratamento de primeira linha”, destacou o diretor do comitê de redação James L. Rosenzweig, médico do Hebrew Rehabilitation Hospital, nos Estados Unidos, em um comunicado da Endocrine Society. “Caso os objetivos não sejam alcançados somente com as alterações de estilo de vida, o tratamento com medicamentos é adequado.”

Destinadas aos médicos do atendimento primário, endocrinologistas, geriatras e cardiologistas, as novas diretrizes devem ser analisadas principalmente entre pessoas com 40 a 75 anos de idade, no consultório.

Pacientes mais jovens também podem se beneficiar da identificação precoce do risco de doença cardíaca e diabete, pois isso os levaria a modificar hábitos alimentares e de atividades físicas para reduzir o risco.

 

Os cinco fatores de risco são:

Aumento da pressão arterial

≥ 130 mmHg sistólica e/ou diastólica ≥ 80 mmHg

Aumento da circunferência abdominal

Não asiáticos: ≥ 102 cm para os homens e ≥ 88 cm para as mulheres

Asiáticos ≥ 90 cm para os homens ≥ 80 cm para as mulheres

Níveis elevados de triglicerídeos em jejum

≥ 150 mg/dL

HDL baixo

< 40 mg/dL para os homens ou

< 50 mg/dL para as mulheres

Glicemia elevada

HbA1C ≥ 5,7% a 6,4%, ou seja, Glicemia de jejum ≥ 100 mg/dL

 

Regularidade da avaliação

Caso sejam identificadas alterações em pelo menos três componentes deve haver um “alerta mais específico do médico para o risco metabólico do paciente (aumento do risco de doença cardiovascular aterosclerótica e diabetes tipo 2)”, dizem as diretrizes. Estes devem ser avaliados regularmente. Para aqueles que apresentam um ou dois fatores de risco, a avaliação deve ser feita a cada três anos.

Para aqueles com risco metabólico, a recomendação é a prescrição de atividade física diária, como caminhada rápida e redução no tempo de sedentarismo, e os pacientes com sobrepeso devem ser estimulados a perder 5% do seu peso durante o próximo ano.

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário