Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Tirar os sapatos dentro de casa ou não? Confira o que a sola pode trazer

Embora o sapato carregue bactérias para dentro de casa, dificilmente você ficará doente por causa deles; Confira!

Você tem o hábito de tirar os sapatos em casa?Você tem o hábito de tirar os sapatos em casa? Foto: Bigstock

Talvez você tire os sapatos em casa porque não quer sujar o piso e os tapetes limpos, ou talvez apenas para ficar à vontade. Mas, se você faz isso porque se preocupa com as bactérias externas que entram, podendo deixá-lo doente, você provavelmente pode relaxar.

Essas preocupações são exageradas, de acordo com especialistas, que acrescentam que riscos de saúde mais urgentes são muitas vezes negligenciados.

O que há em suas solas de sapato?

Em 2008, pesquisadores norte-americanos monitoraram os sapatos novos usados por 10 participantes de uma pesquisa por duas semanas e descobriram que as bactérias coliformes como a E. coli eram extremamente comuns no exterior dos sapatos. A E. coli é conhecida por causar infecções intestinais e do trato urinário, bem como meningite, entre outras doenças.

“Nosso estudo também indicou que as bactérias podem ser trazidas pelos sapatos de uma longa distância até sua casa ou espaço pessoal”, disse Charles P. Gerba, professor e microbiologista da Universidade do Arizona, que estudou quantos e quais tipos de bactérias permanecem na sola dos sapatos. (O estudo não foi publicado, envolveu um número limitado de participantes e foi apoiado pela empresa de calçados Rockport, que estava testando sapatos que podem ser lavados na máquina.)

Gerba disse em uma entrevista este mês que os achados do estudo o fizeram mudar até mesmo alguns de seus próprios comportamentos: “Isso me impediu de colocar os pés na mesa em que trabalho.”

É pouco provável que sapatos contaminados o deixem doente

É possível transmitir germes de seu calçado se você tocar nos sapatos e logo depois no rosto ou na boca, por exemplo, ou se comer alimentos que caíram no chão.

Porém, na hierarquia de potenciais perigos para a saúde em casa, os sapatos cheios de bactérias estão longe do primeiro lugar, de acordo com Donald W. Schaffner, microbiologista alimentar da Universidade Rutgers, em Nova Jersey.

Ele disse que há considerações mais importantes:

  • Há alguém doente na casa?

  • Existem sapos, tartarugas ou cobras nas proximidades, que podem transportar salmonelas?

  • As refeições estão sendo armazenadas e preparadas corretamente?

As esponjas, que retêm partículas de água e alimentos, são um mar de bactérias, disse Aaron E. Carroll, professor de pediatria da Escola de Medicina da Universidade de Indiana, em Indianápolis, nos Estados Unidos.

Fora de casa, há objetos e superfícies que são frequentemente tocados, mas raramente (ou nunca) lavados, como dinheiro, botões de caixas eletrônicos e a alça da bomba do posto de gasolina, disse ele, acrescentando: “Focar os sapatos parece ser o alvo errado.”

No geral, os especialistas enfatizam que lavar as mãos com água e sabão ainda é a prática de saúde mais importante.

Lisa A. Cuchara, professora de ciências biomédicas da Universidade Quinnipiac, em Connecticut, disse que as bactérias fecais são certamente transferidas de seus sapatos para o chão da casa, mas que, “para a maioria dos adultos saudáveis, esse nível de contaminação é mais uma reação de nojo do que uma ameaça à saúde”.

Analisando a situação, ela observou que o chão de um banheiro público tem cerca de dois milhões de bactérias em cada seis centímetros quadrados. O assento da privada, por outro lado, tem uma média de aproximadamente 50 milhões na mesma área.

“Pense nisso na próxima vez em que você colocar sua bolsa ou mochila no chão do banheiro e depois levá-la para casa e colocá-la na mesa da cozinha”, disse ela.

Pense no que o cão traz consigo

Se você está preocupado com o que os residentes de duas patas trazem, então o que dizer sobre seus cães? “Não lavamos as patas do cachorro cada vez que ele entra em casa, e nem quero pensar por onde ele anda”, disse Carroll, que tem um Cavalier King Charles Spaniel chamado Loki.

Andrea Kaufmann, de Cape May Court House, em Nova Jersey, disse que tira os sapatos e põe chinelos quando chega em casa para manter a sujeira longe, mas acrescentou que tem dois labradores. “Eu poderia varrer e aspirar três vezes por dia e ainda ter sujeira dos cães no chão”, disse ela. “Eles não podem tirar os sapatos.”

Mas a sujeira pode ser saudável. Mesmo.

Considerando os benefícios do saneamento moderno, vacinações e cuidados de saúde, a probabilidade de ficar doente por causa dos sapatos é “infinitamente pequena, a ponto de poder ser desconsiderada”, disse Jack A. Gilbert, professor do departamento de pediatria e do Instituto de Oceanografia Scripps na Universidade da Califórnia, em San Diego.

Gilbert, autor do livro “Dirt Is Good” (Sujeira É Boa), disse que há teorias sugerindo que trazer elementos externos para dentro de casa pode ajudar a estimular o sistema autoimune, particularmente o das crianças.

“No primeiro ano de vida, a interação física com um cão pode reduzir a probabilidade de uma criança desenvolver asma em 13%, enquanto um celeiro ou fazenda pode reduzi-la em 50%”, diz ele.

Emily Ledgerwood, professora assistente de ciências biológicas e ambientais no Le Moyne College, em Syracuse, disse que, recentemente, sua filha de três anos a tinha ajudado a quebrar alguns ovos para fazer o café da manhã. Depois disso, Ledgerwood e a menina lavaram as mãos para impedir qualquer possível contaminação cruzada com salmonela.

Mais tarde, a menina a ajudou a limpar o jardim e a colher legumes na horta. Embora ela tivesse mexido na terra, Ledgerwood deixou que almoçasse sem lavar as mãos.

“Quando ficamos sabendo sobre todos os micróbios em nosso ambiente, podemos nos sentir um pouco desconfortáveis, mas não adoecemos o tempo todo”, disse ela.

Quando você deve tirar os sapatos?

É melhor tirar os sapatos se você tem crianças pequenas engatinhando ou pessoas que têm alergias em casa, porque o pólen pode ser transferido para o piso, especialmente para os tapetes.

“Nos casos em que seu sistema imunológico está comprometido – pessoas que têm câncer, que passaram por um transplante de órgãos, que têm uma infecção –, então há mais razão para tirar os sapatos quando você chega em casa”, disse Cuchara.

Se a pessoa que você está visitando prefere que você tire os sapatos, a regra é respeitar seus desejos, disse April Masini, que escreve sobre relacionamentos e etiqueta em seu site, Ask April.

“Mesmo que você não veja sapatos na entrada, pode sempre perguntar ao anfitrião se ele gostaria que você os tirasse ao entrar”, disse ela.

É também uma prática comum observada em países asiáticos e do Oriente Médio, disse Benjamin Hiramatsu Ireland, professor assistente de estudos de linguagem moderna na Universidade Cristã do Texas, em Fort Worth.

“Tirar os sapatos ao entrar em uma casa decorre da observância respeitosa das práticas religiosas que foram integradas à cultura, algo esperado nesses países, e, claro, por razões relacionadas à higiene”, disse ele.

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário