Patrocínio

Hospital Pilar X-Leme Diagnóstico Por Imagem Mantis Diagnósticos Avançados

Conheça os seis sinais de que você está ovulando

Para quem tenta engravidar, relações sexuais desprotegidas em dias alternados são o suficiente

O período fértil dura, em média, 36 horas. Isso não significa, porém, que a mulher não possa engravidar fora dele, ainda que as chances sejam mais baixas. Foto: Bigstock.O período fértil dura, em média, 36 horas. Isso não significa, porém, que a mulher não possa engravidar fora dele, ainda que as chances sejam mais baixas. Foto: Bigstock.

A ovulação é a fase em que o organismo feminino está mais suscetível à fecundação.

Seja para engravidar ou evitar uma possível gestação (método contraceptivo popularmente conhecido como “tabelinha”), identificar os sinais do período fértil não é uma tarefa difícil, mas requer muita observação e conhecimento sobre o próprio corpo, como explica a ginecologista e obstetra  Mariana Drecher Romanowski.

Em tese, durante a ovulação as mulheres experimentam um 1) aumento do desejo sexual, em função da elevação do nível de estrogênio, além de 2) se sentirem mais bonitas, femininas e atraentes.

Outros sinais mais específicos podem ser 3) leves dores ou pontadas na região do baixo ventre, perto do púbis, ou no lado do ovário no qual houve a ruptura do folículo e a liberação do óvulo para as trompas naquele mês.

Também pode haver 4) um pequeno sangramento rosado, pela ruptura de algum vaso sanguíneo no ovário.

 

Outro sintoma bem recorrente e específico é 5) uma secreção vaginal cuja textura lembra a clara de ovo. Bem fluída, elástica e transparente, quando entre os dedos pode ser facilmente esticada sem se romper. Esse muco ajuda o espermatozoide a seguir seu caminho e encontrar o óvulo para a fecundação.

Outro sintoma, mais difícil de ser detectado pela própria mulher, é 6) um leve aumento da temperatura basal, graças ao pico do hormônio LH, responsável por deflagrar o estímulo da ovulação.

Esse aumento, de aproximadamente meio grau, deve ser medido por um termômetro colocado sob a língua antes de se levantar da cama e logo no primeiro dia do ciclo menstrual. Durante esse monitoramento, quando o termômetro marcar uma temperatura mais elevada, é provável que a mulher esteja em seu período fértil.

O período fértil dura, em média, 36 horas. Isso não significa, porém, que a mulher não possa engravidar fora dele, ainda que as chances sejam mais baixas.

Para as que estão tentando engravidar, relações sexuais desprotegidas em dias alternados são suficientes e devem começar poucos dias antes da ovulação e se estenderem até dois dias depois de seu fim.

Ainda que seja a fase do ciclo com maiores chances de resultar em uma gravidez, nem sempre se trata de uma garantia. Isso porque o mecanismo de atuação do eixo hipotálamo-hipófise não é somente hormonal, correlacionando-se também a neurotransmissores.

Ou seja, condições emocionais como ansiedade, estresse e até mesmo fatores como dietas e atividades físicas podem comprometer o período fértil.

A matemática

De modo geral, a ovulação acontece 14 dias antes do primeiro dia da próxima menstruação, por isso, estar atenta aos eventos do ciclo é de importância fundamental.

Além de observar os sintomas, para saber o dia do início do período fértil com o máximo de precisão, recomenda-se a anotação do primeiro dia da menstruação durante seis meses.

Depois, subtraem-se 14 dias de cada dia anotado e verifica-se a média. Alguns aplicativos para smartphone também ajudam a fazer esse cálculo e, quanto maior o número de anotações, mais apurado será o resultado. Essa estimativa de data também só funciona para mulheres com ciclos muito regulares.

Ainda não engravidei

Mulheres com idade igual ou menor a 35 anos, sem nenhuma doença ginecológica comprovada, devem tentar a gravidez por um ano antes de começar uma investigação de possíveis causas de infertilidade.

Em uma mulher saudável, com ciclos menstruais regulares e considerados normais (cólicas leves, fluxo moderado e duração esperada), estima-se que haja nove períodos férteis em um ano. Ou seja, ter ciclos anovulatórios, quando os devidos hormônios não atuam na liberação do óvulo, é absolutamente normal.

Testes de fertilidade

testes vendidos em farmácias que, assim como os de gravidez, também funcionam com uma amostra de urina. Contudo, ele deve ser repetido durante cinco dias, todas as manhãs.

Quando a fita acusar duas linhas, significa que há mudanças no nível de LH na urina e a ovulação está acontecendo.

Outro recurso ainda mais preciso é o controle via ultrassom transvaginal, realizado a cada dois dias a partir do nono dia do ciclo menstrual.

Os exames detectam o dia da ovulação através da medição do crescimento dos folículos ovarianos. Quando eles atingirem determinado tamanho, indicam a ovulação.

Esses exames em série são muitas vezes indicados para mulheres em tratamento para a fertilidade.

LEIA TAMBÉM

8 recomendações para você

Deixe seu comentário