Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
panetone day
Tipicamente milanês, o panetone ganhou até uma data comemorativa, 27 de novembro| Foto: Divulgação

O panetone também conhecido como o pão doce dos lombardos (é a região que tem como capital Milão), tem sua origem geográfica precisa. Incerta porém é a sua história. A lenda diz que na corte de Ludovico, o Mouro, justamente na véspera do Natal, por volta de 1494-1500, a sobremesa preparada para a ocasião acabou. Um dos cozinheiros, de nome Tony, improvisou um doce preparado com pão, frutas secas e passas. Como não poderia deixar de ser passou a se chamar “Pani de Toni”. Mas há também outra versão: uma freira, irmã Ughetta (que em milanês quer dizer uvetta, passas) foi quem criou o panetone. Mistérios à parte, o panetùn , em dialeto milanês, é tão popular que há anos ganhou até mesmo um data comemorativa no calendário: 27 de novembro, o Panetone Day. Faltando menos de um mês para o Natal, doceiros e chefs - alguns estrelados - apresentam receitas exclusivas para uma data tão especial, em um período nada fácil.

Berton
O versão tradicional do panetone milanês do chef Andrea Berton| Divulgação

O chef Andrea Berton - uma estrela Michelin pelo “Restaurante Berton” de Milão e uma pelo “Berton al Lago” de Torno - assina uma clássica versão do panetone milanês com ingredientes selecionados.  Preço: 40 euros 

Eugenio Boer
[bu:r]ettoneV, receita personalizada" do panetone clássico de Eugenio Boer| Divulgação

Em colaboração com o doceiro (pastry chef) parisiense Jean Marc Vezzoli, o chef ítalo-holandês Eugenio Boer, uma estrela Michelin, apresenta uma versão "personalizada" do panetone clássico que o remete à sua infância, o [bu:r]ettone. Entre os ingredientes, o mel de abelhas negras e frutas cristalizadas vindas diretamente da Sicília, no sul do país, além de ovos e manteiga artesanal de produtores locais. Preço: 40 euros

Fusto
Pastry chef Gianluca Fusto aposta nos sabores tradicionais com baunilha do oriente | Divulgação

O doceiro Gianluca Fusto traz um pouco do oriente para adocicar ainda mais o tradicional doce de Natal. Três tipos de baunilha vindas diretamente de Madagascar, Índia e Nova Guiné contrastam harmoniosamente com a pura farinha do Molino Pasini, a manteiga artesanal da Normandia, de Elle&Vire, e é claro, as frutas cristalizadas siciliana. Edição limitada de 200 panetones, todo de 1 kg. Preço: 40 euros

Turim
Chef estrelado Ugo Alciati aposta em calda de amêndoas e avelãs| Divulgação

Calda com amêndoas e avelãs. E limão cristalizado da Costa Amalfitana. Artesanal, com farinha de primeira qualidade e uvas passas selecionadas. Essa é a receita do panetone do chef estrelado Ugo Alciati, de Turim. Preço: 29,90 euros  (750 g)

Pistache panetone
Massa clássica, fermentada por mais de 40 horas, e recheio de pistache da Vincente| Divulgação

Elaborado pela doceria artesanal siciliana, o panetone da Vincente aposta na doçura da massa clássica, fermentada por mais de 40 horas, e um irresistível recheio de creme pistache e uma crocante cobertura de chocolate branco. Preço:  19,90 € (900 g)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]