Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Aplicativos de entrega não precarizam trabalho, aponta enquete do Borges.
Aplicativos de entrega não precarizam trabalho, aponta enquete do Borges.| Foto: Marcos Tavares/Thapcom

Em tempos de pandemia, aplicativos de entrega como iFood, Uber Eats e Rappi viraram alvo de discussões ideológicas sobre as condições de trabalho dos entregadores e das taxas cobradas aos estabelecimentos. O Brasil está na pior recessão de sua história e os aplicativos forneceram uma nova alternativa de renda para milhões de desempregados, mas há quem fale em “precarização do trabalho”.

Na enquete do Borges, na Gazeta do Povo, perguntei: O que você pensa dos aplicativos de entrega? Confira a resposta e a análise no vídeo.

Participe da nova enquete:


1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]