Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
papa Francisco
Papa brincou com um padre que pediu uma mensagem aos brasileiros: não tem salvação, é muita cachaça e pouca oração, disse Francisco| Foto: Divulgação/Imprensa do Vaticano/AFP

Vocês viram a brincadeira do papa em relação ao Brasil? Ele foi abordado por um padre brasileiro, no Vaticano, e pediu a Francisco uma mensagem ao nosso povo. E o papa disse que o Brasil não tem salvação, “é muita cachaça e pouca oração”.

Francisco sabia que estava sendo gravado e mostrou o seu lado argentino brincalhão. Eu não sei se ele estava pensando em algum político brasileiro. Eu achei a brincadeira de mau gosto, mas do papa a gente aceita.

Irmã de Bolsonaro curada

A irmã do presidente Jair Bolsonaro, que mora em Registro (SP), teve Covid-19 e ficou hospitalizada por uma semana. Ela já está curada e provavelmente deve ter sido bem tratada, apesar de não ter ido nem ao Hospital Albert Einstein e nem no Hospital Sírio Libanes. Foi lá no hospital da cidade dela mesmo.

STF livra Toffoli de investigação

O STF não aceitou a delação premiada do ex-governador Sérgio Cabral em que ele afirma que o ex-presidente da Corte Dias Toffoli recebeu dinheiro em troca de sentenças no Tribunal Superior Eleitoral. A votação está em 7 a 4, portanto, já tem maioria.

O acordo que a Polícia Federal fez com o ex-governador não é válido. Uma delação que já havia sido homologada por Edson Fachin, mas talvez ele não tivesse lido o conteúdo.

Sem aval da Anvisa, não tem vacina

Os senadores estavam discutindo, durante a sessão da CPI da Covid, que o Instituto Butantan ofereceu a compra de vacinas em 2020 e que as vacinas poderiam ter sido entregues em novembro, mas segundo o presidente do Butantan, Dimas Covas, não houve interesse do governo federal.

Mas o senador Luiz Carlos Heinze (PP-RS), com somente uma fala, colocou tudo no lugar. Ele disse que o Butantan entrou com as primeiras consultas na Anvisa no dia 30 de novembro de 2020 e o pedido de uso emergencial só foi enviado no dia 8 de janeiro deste ano, tendo sido aprovado só no dia 17 de janeiro. Portanto, a vacina só passou a existir enquanto medicamento aprovado pela Anvisa em janeiro. Não haveria vacina em 2020.

Ainda deu boas notícias a quem assistia à comissão. Segundo ele, 16 laboratórios brasileiros estão se adaptando para produzir as vacinas contra o coronavírus nos próximos anos.

Mas tudo bem porque o governo já comprou mais de 600 milhões de doses dos imunizantes que chegarão até o final do ano. É bom que tenha laboratório capaz de produzir nos próximos anos porque será necessário vacinar a população nas próximas campanhas já que o vírus não irá desaparecer.

De médico para paciente

Um ponto divertido da sessão da CPI foi quando o senador Marcos do Val (Podemos-ES) afirmou que quando testou positivo para coronavírus, em maio do ano passado, o colega dele, senador Otto Alencar (PSD-BA), que é médico, recomendou o uso de hidroxicloroquina e ele usou o medicamento. Mas hoje Otto Alencar combate o uso e questiona a eficácia do remédio.

“Contenha a sanha”

O presidente do Butantan, Dimas Covas, foi tratado como uma dama durante o depoimento na CPI, o que não aconteceu com a secretária do Ministério da Saúde Mayra Pinheiros. Os senadores decidiram ser civilizados com ele.

O único barraco do dia foi quando Omar Aziz (PSD-AM) interrompeu, novamente, uma pergunta do senador Marcos Rogério (DEM-RO) ao que ele retrucou com “contenha a sanha de vossa excelência um pouquinho”.

Aziz, talvez sem conhecer o significado da palavra, retrucou com um “quem tem sanha é a tua mãe”. Marcos Rogério pediu que Aziz tivesse compostura enquanto presidente da Comissão.

127 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]