Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
O senador Renan Calheiros, relator da CPI da Covid
O senador Renan Calheiros, relator da CPI da Covid| Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

A CPI da Covid está em uma encruzilhada. Os senadores ainda não conseguiram nada e estão fazendo o maior fiasco. Teve até parlamentar dizendo que uma das médicas, que se revelou uma impostora, era um feixe de luz.

O ministro da Saúde, Marcelo Quiroga, terá que explicar porque convidou Luana Araújo para trabalhar na pasta já que não havia nenhuma razão para colocá-la em um cargo tão importante.

Imagina se aparecer um depoente da CPI da Covid que comece a interrogar Omar Aziz e o questione sobre a esposa e os irmãos deles terem sido investigados em 2019 por desvios na saúde.

Ou então pergunte a Renan Calheiros acerca do andamento dos processos que ele responde no STF. Ia ser uma festa. Eu não sei como, em uma CPI, pessoas que deveriam estar no banco dos réus são os interrogadores. É uma inversão de valores.

Golpe da maconha

Na segunda-feira (07), os parlamentares irão continuar a votação da regulamentação do plantio da maconha no Brasil a pretexto de que o óleo do canabidiol é benéfico para fins terapêuticos e doenças como epilepsia, esclerose múltipla e doença de Parkinson.

Mas não precisa se plantar maconha para isso já que estudiosos brasileiros chegaram a uma versão de maconha sintética que também é efetiva nos tratamentos dessas doenças. O produto é feito em laboratório.

Para mim isso é um golpe para enfraquecer a família brasileira. Da mesma forma como houve o golpe do ópio na Ásia para enfraquecer os chineses - principalmente - quando as nações colonialistas e imperialistas do ocidente tentaram enfraquecer o continente.

Mercado ignora a CPI

Os membros da CPI da Covid estão esquecendo do Brasil. Eles estão fazendo uma festa durante as sessões, chega até a parecer um circo. É ridículo e hipócrita. Mas o Brasil real é mais vigoroso que isso e já isolou a CPI.

Vendo as análises do mundo financeiro e do mundo de mercado de capitais que a Comissão não tem mais importância. O que conta para o mercado são os 130 mil pontos que o índice Bovespa atingiu e as previsões de 5% de crescimento do PIB e o vigor da economia brasileira que está surpreendendo o mundo.

O problema é que alguns ficam em uma bolha e esses certamente não vão se queixar de terem sido surpreendidos porque definharam e estão cada vez mais diminuindo a sua clientela e seu faturamento.

Resistência à Copa América é mimimi

O torneio de Tênis de Roland Garros, em Paris, está acontecendo. Em Indianápolis (EUA) as arquibancadas estavam lotadas para assistir a Fórmula Indy. Mas aqui no Brasil está se discutindo a realização ou não da Copa América.

Mas o Brasileirão está acontecendo. Além disso, o torneio não terá público. Eu não entendo. Não é apenas hipócrita, é ridículo se posicionar contra a realização da Copa América no mês que vem.

Quem é contrário ao acontecimento vai se desgastando. Porque quem não pensa dessa forma olha isso e acha graça porque não tem a mínima credibilidade e parece criança manhosa de mimimi.

Jabuti na Eletrobras

A Medida Provisória que prevê a privatização da Eletrobras está chegando ao Senado. Mas colocaram um jabuti (introduzir uma norma estranha ao projeto) durante a votação da Câmara.

Os deputados estão tentando condicionar a desestatização da empresa a compra de usinas termelétricas e hidrelétricas. Estão tentando pegar carona em uma MP que tenta facilitar a vida do consumidor brasileiro e sensata.

90 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]