Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Auxílio Brasil
Ex-ministro da Cidadania, João Roma, em cerimônia de entrega de cartões do Auxílio Brasil, que substituiu o Bolsa Família.| Foto: Isac Nóbrega/PR

A Associação Brasileira de Incorporadores Imobiliários está entusiasmada com a reação do mercado imobiliário. No último trimestre levantado, de novembro/21 a janeiro/22, os lançamentos de imóveis cresceram 42% em relação a igual trimestre do período anterior. Isso é construção civil, a base de emprego, que dá mais emprego e para as pessoas que estão começando no mercado de trabalho.

Agora vejam que interessantes esses números. O número de beneficiários do Auxílio Brasil supera o número de pessoas com carteira assinada em 12 estados do Norte e do Nordeste. Isso só não ocorre, nessas regiões, no Rio Grande do Norte e em Roraima. No Maranhão, 1,1 milhão de pessoas recebem o Auxílio Brasil e apenas 529 mil têm emprego formal. Isso é mais que o dobro. No Brasil inteiro são 18 milhões de beneficiários do Auxílio e 41 milhões de pessoas com carteira assinada.

Como fica a isenção

Dois ministros do Supremo Tribunal Federal participaram do tal seminário Brazil Conference, em Boston (EUA), no último domingo (10). Ricardo Lewandowski criticou o governo, Luis Roberto Barroso também. E aí a gente se pergunta: mas eles podem fazer isso? Não, não podem.

Eles perderam totalmente a imparcialidade, a isenção, que um juiz deve ter, principalmente do Supremo, que tem que ser modelo para os outros. Fica uma situação estranha porque quando forem julgar alguma coisa relativa às eleições no TSE ou mesmo no STF, eles serão suspeitos, já que elogiaram um candidato e criticaram outro. Sinceramente, não consigo entender essas manifestações.

Cassação à vista

Por grossura ou ausência completa de cavalheirismo, coisa que está ficando rara nesse país, o deputado estadual Arthur do Val, o "Mamãe Falei" – cuja mãe não lhe ensinou educação, principalmente em relação às mulheres –, será cassado pela Assembleia Legislativa de São Paulo. A Comissão de Ética da Casa aprovou nesta terça-feira (12), por 10 votos a zero, o relatório que recomenda a cassação do mandato dele.

Conspiração contra Tebet

Na noite de segunda-feira (11) ocorreu um jantar na casa de um prócer do MDB, em Brasília, para conspirar contra a candidatura presidencial da senadora Simone Tebet (MS). Lula foi o convidado de honra. Também estavam presentes seis dos 12 senadores do MDB, entre eles Jader Barbalho (PA) e Renan Calheiros (AL).

O ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (CE), que já foi ministro de Lula, foi o anfitrião da noite. Ele negou que estivessem conspirando. Disse que ninguém estava traindo Tebet e que se tratava apenas de um encontro para debate de ideias.

Enquanto isso, a senadora estava em São Paulo conversando com o presidente do MDB, Baleia Rossi, e o ex-presidente da República Michel Temer, para tratar da campanha. Ela já foi escolhida pelo partido para disputar a indicação de uma candidatura única da aliança que o MDB articula com o União Brasil e o PSDB.

Esse jantar do Eunício, por si só, já tem eloquência suficiente para demonstrar que foi uma reunião de conspiração para deixar a senadora sozinha e aderir à candidatura Lula.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]