Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Jovem leva pomba machucada ao veterinário em Curitiba e viraliza com relato da situação
| Foto:

O amor de Isis Mendes Musial, 23, pelos animais ganhou um novo capítulo na noite desta segunda (5). Ela estava tranquila em casa, quando sua irmã chegou correndo com um aviso: uma pomba estava desmaiada na garagem. Sem pensar duas vezes, a jovem de Curitiba encarou o desafio e levou a ave ao veterinário. E mais: contou tudo em um relato hilário no Facebook, que já rendeu mais de 4 mil compartilhamentos em quase 24 horas. Veja:

A história atingiu grandes proporções graças à sinceridade da estudante de Arquitetura e rendeu ainda mais risadas com os cliques do registro na clínica, do tratamento e até selfie no elevador. “Eu tenho um histórico de levar animais para casa. Minha irmã ficou com dó e já foi logo me avisar porque sabia que eu não ia conseguir ficar sem fazer nada (risos)”, conta Isis, em entrevista ao Bad, Bad Server.

Foi tudo muito espontâneo – o próprio namorado já estava pronto para ajudar e garante que nem chegou a pensar no risco de doenças. “Não tenho nojo não. Só fui perguntar na consulta com o veterinário se ela poderia ter me passado algo”, detalha. Então, partiram para o consultório a pé e batizaram a pomba no caminho em homenagem ao Rogerinho do Ingá, do canal Choque de Cultura, alvo constante de piadas de Isis e seu namorado.

O final da história, ao menos, é feliz. A suspeita é que Rogerinho estava desnutrido e ficou apenas desnorteado. Bastou algumas vitaminas para ficar bem. Agora está em observação no veterinário para regular a alimentação. E vai ser adotado? “Eu não tenho experiência nenhuma com pombos (risos). Acho que o bichinho tem que viver solto pra voar mesmo, mas vai ser muito bem recebido se quiser me visitar”, acredita, ainda com mais risadas.

Repercussão e defesa das pombas

“Eu não ia conseguir dormir com o bicho desamparado lá na garagem”, entrega Isis. Todo esse amor vem desde a infância: quando pequena, chegou a levar um filhote de porco para casa que foi abandonado e até um bode, porque o vizinho iria mata-lo na Páscoa. “Isso tudo sem falar em todos os cachorros e gatos que eu via na rua e carregava pra casa”, completa.

Isis conta que Rogerinho passa bem e está em observação (Foto: Arquivo pessoal)

Esse seu amor pelos animais, sem dúvida, ficou bem claro com a publicação no Facebook. Ela conta que só fez o post na rede social para comprovar para amigos da faculdade do porque de ter sumido por tantas horas, bem durante o período em que estavam fazendo um trabalho acadêmico. “Eles e meu namorado me incentivaram a postar porque outras pessoas achariam engraçado”, detalha.

Dito e feito. A repercussão já rendeu contato de fanpages de humor querendo replicar o conteúdo e até mesmo de pessoas comuns, dizendo que o dia ficou mais feliz após a divertida história da jovem.

E sobre a relação de amor e ódio dos curitibanos com as aves, ela é direta: acredita que os moradores da capital paranaense até sentiriam falta delas pelas ruas. “Ok, fazem sujeira, você quase pisa nelas quando anda no centro, dão rasantes na sua cabeça, mas eu até gosto deste caos! A cidade tem que ser viva, gente andando, interação. E a pomba é um elemento muito engraçado desse meio, porque ao meu ver elas estão vivendo por aí sem preocupação nenhuma”, finaliza. Defesa aceita, Isis!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]