Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Áudio que mostra Beto Richa falando em repartir “tico-tico” é devastador. Ouça
| Foto:

O áudio começa com o som de um motor de carro: não um ruído qualquer, aparentemente algum motor de carro de corrida. Depois surgem duas vozes: uma seria de Beto Richa (PSDB), a outra de seu então amigo Tony Garcia. A conversa, só entre os dois, parecia segura. Hoje, o áudio virou uma das principais provas contra Beto na operação que levou o ex-governador à cadeia.

O trecho mais comprometedor é quando fala num certo “tico-tico” que teria “caído”. A conversa era sobre o empresário Celso Frare, dono da Ouro Verde Transportes. Frare foi um dos presos pelo Gaeco nesta terça sob acusação de ter recebido ilegalmente dinheiro desviado do pagamento do programa estadual de manutenção de estradas rurais.

Leia mais: Beto tem cinco dias para trocar eleição do Senado pela Câmara

Na conversa, Beto diz que falou com Frare e eque o empresário “agradeceu” porque “caiu um tito-tico que estava atrasado”. Tony afirma em seguida que, apesar disso, Celso Frare não pagou a parte dele, o que seria uma possível referência à repartição da propina.

Beto diz que não vai cobrar, e pergunta se foi Tony quem ficou encarregado disso. Tony Garcia confirma e diz que vai pra cima. Diz para Beto “ficar quieto” que ele é quem vai cobrar isso. Em seguida, diz que outro que não estaria repassando a parte devida é Edson Casagrande, ex-secretário de Richa. E diz que também “já pegou” ele. “E é quem mais está recebendo”, diz.

Tony Garcia aparentemente entregou esse e outros áudios como parte de uma delação premiada. O primeiro áudio que ele levou à Justiça foi a gravação bombástica que levou Deonilson Roldo à cadeia. Na conversa, o ex-chefe de Gabinete de Beto combina o resultado da licitação da PR-323.

Leia mais: Beto chefiou organização criminosa, diz MP

Durante boa parte da gestão, Tony e Beto continuaram amigos. Os dois se conheciam havia muitos anos, desde a época em que Beto corria de kart. Mas um desacerto entre as partes acabou com a amizade. E Beto não tinha noção de que o “amigo” vinha gravando todas as conversas e registrando todas as conversas de WhattsApp.

DESEJOS PARA O PARANÁ: Critérios técnicos na formação da equipe

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]