Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Foto; Hedeson Alves/Arquivo Gazeta do Povo
Foto; Hedeson Alves/Arquivo Gazeta do Povo| Foto:
Foto; Hedeson Alves/Arquivo Gazeta do Povo

Foto; Hedeson Alves/Arquivo Gazeta do Povo

Depois de dizer que os moradores de rua deveriam ser retirados das calçadas nem que fosse à força, a Associação de Bares e Casas Noturnas (Abrabar) mudou um pouco o discurso. Agora, diz que vai lutar para que a prefeitura de Curitiba reabra o abrigo que funcionava na Rua Conselheiro Laurindo, no Centro.

“Vamos protocolar um pedido de reabertura”, disse Fabio Aguayo, presidente da Abrabar. A associação diz que há mendigos demais nas ruas e acredita que isso está prejudicando o comércio. Na postagem que colocou no Facebook, a associação defendeu que, caso os moradores não aceitem sair por conta própria, deveriam ser forçados pelo poder público a procurar abrigos.

A prefeitura afirma que a Constituição e tratados de direitos humanos impedem qualquer atitude do gênero. E diz que a política continuará sendo a de oferecer abrigo para quem deseje. Para a Abrabar, seria necessário reabrir o abrigo do centro, que na atual gestão Gustavo Fruet (PDT) foi fechado em nome de uma política de descentralização, com abrigos menores nos bairros.

Siga o blog no Twitter.

Curta a página do  Caixa Zero no Facebook.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]