Em Curitiba, grupo protesta contra a indicação de Lula à Casa Civil
| Foto:

Por Laura Beal Bordin

Um grupo se reuniu no final da tarde desta quarta-feira (16) em frente à Sede da 13ª Vara da Justiça Federal, em Curitiba, para protestar contra a indicação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Casa Civil.

Cerca de 500 pessoas – de todas as idades – protestavam em frente à Justiça Federal, no Ahú, por volta das 20h40, segundo estimativa da Polícia Militar. Muitos motoristas buzinavam e paravam os carros para o apoiar. Não havia registro de tumulto aquele horário e a via foi interditada.

LEIA MAIS: Conversa interceptada mostra Dilma dando posse “secreta” a Lula para “caso de necessidade”; ouça

O anúncio oficial foi feito nesta quarta pelo Palácio do Planalto. O movimento foi organizado pela internet e reuniu pessoas que pediam a saída de Dilma Rousseff (PT) da Presidência da República, o fim do foro privilegiado para políticos e carregavam faixas de apoio ao juiz federal Sergio Moro, responsável pelo julgamento dos processos da Operação Lava Jato.

Roseli Martins é diretora de escola e para a frente da Justiça Federal com sua filha, carregando máscaras de Sergio Moro. Elas protestaram contra a indicação de Lula ao ministério. “Fiquei muito triste com isso. Vim até aqui mostrar meu apoio ao Moro e ensinar minha filha a protestar e lutar por um país mais justo”, disse.

Outro grupo convocava motoristas e pedia apoio nas ruas. “É muito pouca gente lutando por uma coisa muito grande. Este protesto é um recado para o Lula, de que não iremos aceitar isto no nosso país”, disse uma manifestante que não quis se identificar.

A Polícia Militar está no local com um módulo móvel e fechou duas pistas da avenida Anita Garibaldi, no Ahú, o que deixou o trânsito difícil no local.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]