Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Empresas sabiam as regras da licitação; agora não podem querer mudá-las
| Foto:

Onibus021127-624x415

As empresas de ônibus de Curitiba conseguiram na Justiça o direito de não renovar a frota. Por isso, a população anda em latas velhas pela cidade: já são quase 200 os ônibus com vida útil vencida e rodando. Nesta quinta, as empresas disseram que se não pingar mais algum em suas contas, não só continuarão a rodas com latas cada vez mais velhas como outras coisas poderão piorar.

O argumento é o seguinte: há desequilíbrio econômico-financeiro na execução do contrato. O ponto da polêmica é: elas dizem que o contrato não está sendo cumprido pela Urbs; a prefeitura garante que cumpre o contrato à risca.

Siga o blog no Twitter.

Curta a página do Caixa Zero no Facebook.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]