Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Foto: Bruno Covello/Gazeta do Povo.
Foto: Bruno Covello/Gazeta do Povo.| Foto:
Foto: Bruno Covello/Gazeta do Povo.

Foto: Bruno Covello/Gazeta do Povo.

Na sexta passada, quando a senadora Gleisi Hoffmann (PT) deixou de subir no carro e no palanque ao lado de Dilma Rousseff (PT) na campanha em Curitiba, todos estranharam. Onde estava a ex-ministra da Casa Civil, a principal aliada de Dilma no Paraná?

Especulou-se que ela poderia não ter desejado ficar ao lado de Osmar Dias (PDT), já que os dois estão numa pequena crise particular por o ex-senador não ter feito campanha para ela. A explicação oficial foi de que Gleisi estava articulando um encontro de Dilma com Christiane Yared (PTN). Mas justo na hora do comício?

Eis que agora, com as novidades do fim de semana, surge uma outra explicação possível. O Estadão deu no domingo a notícia afirmando que Paulo Roberto Costa denunciou Gleisi como beneficiada do esquema da Petrobras (veja abaixo). Na sexta, quando Dilma veio ao Paraná, certamente a senadora e o marido já haviam sido contatados pelo jornal para se explicarem.

É bem possível que Gleisi não tenha ido ao comício para não ser fotografada ao lado de Dilma e, assim, não “contaminar” a presidente com a denúncia que saiu no domingo.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]