i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Certas Palavras

Foto de perfil de Certas Palavras
Ver perfil

Ciro propõe sequestrar Lula e levá-lo a uma embaixada para impedir “prisão arbitrária”

  • PorCélio Martins
  • 21/09/2016 16:10
Foto: Pedro Serapio/Gazeta do Povo
Foto: Pedro Serapio/Gazeta do Povo| Foto:
Foto: Pedro Serapio/Gazeta do Povo

Foto: Pedro Serapio/Gazeta do Povo

Pré-candidato à Presidência da República em 2018, pelo PDT, Ciro Gomes revelou um plano para salvar Lula de uma suposta “prisão injusta”. O ex-governador do Ceará e ex-ministro propõe que, se o juiz Sérgio Moro ou outra autoridade decretar a prisão do ex-presidente em uma situação que ele considere “fora das regras do estado democrático de direito”, Lula seja sequestrado e levado a uma embaixada com pedido de asilo político para que ele possa se defender “de forma plena e isenta”.

Ciro Gomes contou que a ideia surgiu quanto o ex-presidente foi conduzido coercitivamente pela Polícia Federal para depor em São Paulo e, agora, voltou com a decisão de Moro de aceitar a denúncia contra o petista.

“Eu quero me voluntariar para formar um grupo, com juristas nos assessorando, que se a gente entender que o Lula pode ser vítima de uma prisão arbitrária, a gente vai lá e sequestra ele e entrega ele numa embaixada. Isso eu topo fazer”, declarou em vídeo.

Ao jornal O Globo, o ex-ministro disse que essa medida pode ser pensada, “dependendo da qualidade da decisão” da Justiça em relação ao ex-presidente.

O ex-ministro disse ainda que apoia a Operação Lava-jato, mas criticou as prisões temporárias demoradas, que, segundo ele, são uma espécie de tortura para obrigar os presos a fazer as delações premiadas.

Veja as declarações:

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.