i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Certas Palavras

Foto de perfil de Certas Palavras
Ver perfil

Pasquale corrige Cármen Lúcia: cargo é de presidente ou presidenta

  • PorCélio Martins
  • 18/08/2016 16:17
Cármen Lúcia diz que assassinato de Marielle atinge todo mundo.  Foto: Nelson Jr./STF
Cármen Lúcia diz que assassinato de Marielle atinge todo mundo. Foto: Nelson Jr./STF| Foto:
Foto: Nelson Jr./STF

Foto: Nelson Jr./STF

Presidenta

1 Mulher que se elege para a presidência de um país.

2 Mulher que exerce o cargo de presidente de uma instituição

3 Mulher que presidente (algo)

Feminino de presidente

Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa”

+++++

A ministra Cármen Lúcia, presidente eleita do Supremo Tribunal Federal (STF), não foi nada bem ao afirmar que quer ser chamada de presidente e não presidenta quando assumir o cargo máximo na Corte.

Em meio a um julgamento, no último dia 10, o atual presidente do STF, Ricardo Lewandowski, passou a palavra a Cármen Lúcia e perguntou: “Concedo a palavra à ministra Cármen Lúcia, nossa presidenta eleita… ou presidente?”

“Eu fui estudante e eu sou amante da língua portuguesa. Acho que o cargo é de presidente, não é não?”, respondeu a ministra.

A resposta provocou uma série de críticas. Não faltaram professores de português para corrigir a ministra. O erro da ministra teria despertado pouco interesse não fosse o fato de a presidente afastada Dilma Rousseff ter pedido para ser chamada de presidenta quando foi eleita para a Presidência da República pela primeira vez, em 2010.

O professor e colunista da Folha de S. Paulo Pasquale Cipro Neto foi um dos que contestaram a ministra do STF.

“Data venia, Excelência, o cargo é de presidente ou presidenta”, escreveu Pasquale.

Em sua coluna na Folha de S. Paulo, o professor explica que “na sua edição de 1913, o dicionário de Cândido de Figueiredo registra ´presidenta´, como “neologismo”. Um século depois, esse ´neo-´ perdeu a razão. A edição de 1939 do “Vocabulário Ortográfico” registra o termo. A última edição de cada um dos nossos mais importantes dicionários e a do ´Vocabulário Ortográfico´ também registram”.

Vale observar que em espanhol, diferentemente do português, não há estranheza em chamar mulher de presidenta. Michelle Bachelet, atual presidenta do Chile, e Cristina Kirchner, ex-presidenta da Argentina, muito antes de Dilma, sempre foram chamadas de presidenta.

A ministra Cármen Lúcia tem todo o direito de preferir ser chamada de presidente, mas deveria saber que o substantivo feminino presidenta está correto e não morreu na língua portuguesa.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.