i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Concurseiros

Foto de perfil de Concurseiros
Ver perfil

Governo confirma concurso para diplomata em 2019

O edital deverá ser publicado no segundo semestre deste ano, indo na contramão de outros concursos federais que ainda aguardam autorização do Ministério da Economia para acontecer.

  • PorThais Nunes Laskoski
  • 21/06/2019 21:05
O cargo exige o nível superior em qualquer área de formação.
O cargo exige o nível superior em qualquer área de formação.| Foto: Itamaraty/Wikimedia Commons

Está publicado o regulamento do próximo concurso para carreira diplomática, que deverá ter a oferta de 20 vagas imediatas além da formação de cadastro de reserva. O concurso para a carreira diplomática exige nível superior em qualquer área de formação e tem subsídio inicial de R$ 18.059,83 (cargo de terceiro-secretário da carreira de diplomata). Um dos atrativos da carreira é a possibilidade de trabalho nas embaixadas brasileiras espalhadas pelo mundo, já que parte dos servidores ficam no Itamaraty e parte são enviados a outros países.

Para aqueles que desejam disputar uma das vagas o regulamento publicado no Diário Oficial da União (acesse aqui) traz informações importantes. Conforme o documento, o prazo de realização da primeira prova, com relação à data de publicação do edital do concurso, será de dois meses, sendo que a responsabilidade da abertura do concurso será da diretora-geral do Instituto Rio Branco.

A primeira fase do concurso consistirá de prova objetiva, de caráter eliminatório, com questões das matérias de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, História do Brasil, História Mundial, Política Internacional, Geografia, Economia, Direito e Direito Internacional Público.

Os aprovados na primeira fase farão provas escritas, de caráter eliminatório e classificatório, com questões discursivas das matérias de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, História do Brasil, Geografia, Política Internacional, Economia, Direito, Direito Internacional Público, Língua Espanhola e Língua Francesa.

Último concurso

O último concurso para a carreira diplomática teve edital publicado pelo Cebraspe em 26 de junho de 2018, sendo a primeira etapa (prova objetiva) no dia 26 de agosto de 2018, apenas 61 dias após da abertura do concurso. Na ocasião, o edital (acesse aqui) trouxe 26 vagas no cargo de Terceiro Secretário da Carreira de Diplomata, função com subsídio inicial R$ 18.059,83 e que exige nível superior em qualquer área de atuação.

A seleção teve 5.294 inscritos. Na primeira etapa (prova objetiva) os candidatos enfrentaram 73 itens para julgamento (certo ou errado) das matérias de Língua Portuguesa, Língua Inglesa, História do Brasil, História Mundial, Política Internacional, Geografia, Noções de Economia, noções de Direito e Direito Internacional Público. Os candidatos habilitados na primeira etapa passaram para a segunda fase, com provas escritas de Língua Portuguesa e de Língua Inglesa, de caráter eliminatório e classificatório.

A terceira e última fase do concurso trouxe mais uma prova escrita, de caráter eliminatório e classificatório, com questões das matérias de História do Brasil, Geografia, Política Internacional, Noções de Economia, Noções de Direito, Direito Internacional Público, Língua Espanhola e Língua Francesa.

A primeira fase foi realizada nas capitais dos 26 estados da federação e no Distrito Federal. Já as demais etapas foram aplicadas em Brasília.

Carreira diplomática

Os aprovados no concurso de admissão do Instituto Rio Branco (IRBR) ingressam na carreira diplomática como Terceiro-Secretário. A linha de promoção da carreira segue os seguintes cargos: Segundo-Secretário, Primeiro-Secretário, Conselheiro, Ministro de Segunda Classe e Ministro de Primeira Classe (Embaixador).

Todos os diplomatas precisam ser aprovados no concurso de admissão e, conforme informações no site oficial do Itamaraty, um diplomata tem de ser capaz de bem representar o Brasil perante a comunidade de nações, colher as informações necessárias à formulação de nossa política externa, participar de reuniões internacionais e, nelas, negociar em nome do Brasil, assistir as missões no exterior de setores do governo e da sociedade, proteger os interesses de seus compatriotas e, também, promover a cultura e os valores de nosso povo.

Itamaraty

O Ministério das Relações Exteriores é o órgão do governo encarregado de auxiliar o Presidente da República na formulação da política externa brasileira, assegurando sua execução e mantendo relações com governos estrangeiros - dimensão bilateral da diplomacia - e com organismos internacionais - dimensão multilateral.

O nome Itamaraty vem da associação da sede do Ministério na Rua Larga, no Rio de Janeiro, desde 1899, a seu antigo proprietário, o Barão Itamaraty. O costume tornou-se lei em 1967. Em Brasília, na Secretaria de Estado das Relações Exteriores (SERE), a estrutura do Itamaraty foi concebida para permitir melhor coordenação das questões de interesse para a política externa. Tal coordenação não se esgota dentro do Itamaraty, entre a SERE e os postos no exterior, fundamental, aliás, para garantir a coerência e a solidez das posições que o país deve assumir no plano internacional. Começa, na verdade, no estreito relacionamento que o Itamaraty mantém com os demais órgãos da Administração Pública nacional e, de maneira crescente, com os setores mais representativos da sociedade brasileira, com vistas a fortalecer a legitimidade de nossa política externa.

IRBr - Instituto Rio Branco

O Instituto Rio Branco (IRBr) foi criado em 18 de abril de 1945 como parte da comemoração do centenário do nascimento de José Maria da Silva Paranhos Junior, o Barão do Rio Branco, patrono da diplomacia brasileira. Em março de 1946, estabeleceu-se o Curso de Preparação à Carreira de Diplomata do IRBr, cuja primeira turma foi composta de 27 Cônsules de Terceira Classe, como se chamavam então os Terceiros-Secretários de hoje. Desde então também se tornou obrigatório o concurso público pelo IRBr para ingresso na carreira.

(com informações do Instituto Rio Branco)

Deixe abaixo seus comentários e sugestões de assuntos que você gostaria de ver aqui espaço Concurseiros e siga a página da blogueira Thais Nunes no Facebook.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.