Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
O cancelamento aconteceu devido ao agravamento da pandemia do Covid-19
O cancelamento aconteceu devido ao agravamento da pandemia do Covid-19| Foto: Divulgação/MRE

Está cancelada, pela terceira vez, a aplicação da primeira fase do concurso para a carreira de diplomata do Ministério das Relações Exteriores. A primeira modificação no cronograma aconteceu em 13 de agosto de 2020 devido a situação de emergência de saúde pública causada pelo novo Coronavírus. O segundo cancelamento aconteceu pelo mesmo motivo e foi em publicado no DOU de 15 de março de 2021 alterando a prova objetiva de 11 de abril para 30 de maio de 2021.

Desta vez a organizadora chegou a divulgar os locais de prova e os protocolos sanitários nos dias 25 e 26 de maio. No entanto, nesta sexta-feira (28), o Instituto Americano de Desenvolvimento (IADES) divulgou um comunicado suspendendo a aplicação das provas objetivas devido às medidas restritivas adotadas pelos estados e municípios para conter o avanço da pandemia causada pelo Covid-19.

A seleção traz vinte e cinco vagas no cargo de terceiro-secretário da carreira de diplomata, função que exige o nível superior em qualquer área de formação e tem subsídio inicial de R$ 19.199,06. Um dos atrativos da carreira é a possibilidade de trabalho nas embaixadas brasileiras espalhadas pelo mundo, já que parte dos servidores fica no Itamaraty e parte é enviada a outros países.

Com a nova decisão, as provas que deveriam ter acontecido neste domingo (30 de maio) ficarão suspensas até que o Instituto Rio Branco publique um novo cronograma para a prova objetiva, primeira etapa da seleção, que será aplicada nas capitais dos estados e no Distrito Federal e contará com setenta e três questões das matérias de língua portuguesa, língua inglesa, história do Brasil, história mundial, política internacional, geografia, economia e direito.

Os aprovados na primeira fase farão ainda provas escritas, segunda etapa do concurso, de caráter eliminatório e classificatório, com questões discursivas de língua portuguesa e língua inglesa. A terceira e última fase do concurso consistirá de provas escritas, de caráter eliminatório e classificatório, com questões história do Brasil, geografia, política internacional, economia, direito, língua espanhola e língua francesa.

Carreira diplomática

Os aprovados no concurso de admissão do Instituto Rio Branco (IRBR) ingressam na carreira diplomática como Terceiro-Secretário. A linha de promoção da carreira segue os seguintes cargos: Segundo-Secretário, Primeiro-Secretário, Conselheiro, Ministro de Segunda Classe e Ministro de Primeira Classe (Embaixador).

Todos os diplomatas precisam ser aprovados no concurso de admissão e, conforme informações no site oficial do Itamaraty, um diplomata tem de ser capaz de bem representar o Brasil perante a comunidade de nações, colher as informações necessárias à formulação de nossa política externa, participar de reuniões internacionais e, nelas, negociar em nome do Brasil, assistir as missões no exterior de setores do governo e da sociedade, proteger os interesses de seus compatriotas e, também, promover a cultura e os valores de nosso povo.

Itamaraty

O Ministério das Relações Exteriores é o órgão do governo encarregado de auxiliar o Presidente da República na formulação da política externa brasileira, assegurando sua execução e mantendo relações com governos estrangeiros - dimensão bilateral da diplomacia - e com organismos internacionais - dimensão multilateral.

O nome Itamaraty vem da associação da sede do Ministério na Rua Larga, no Rio de Janeiro, desde 1899, a seu antigo proprietário, o Barão Itamaraty. O costume tornou-se lei em 1967. Em Brasília, na Secretaria de Estado das Relações Exteriores (SERE), a estrutura do Itamaraty foi concebida para permitir melhor coordenação das questões de interesse para a política externa. Tal coordenação não se esgota dentro do Itamaraty, entre a SERE e os postos no exterior, fundamental, aliás, para garantir a coerência e a solidez das posições que o país deve assumir no plano internacional. Começa, na verdade, no estreito relacionamento que o Itamaraty mantém com os demais órgãos da Administração Pública nacional e, de maneira crescente, com os setores mais representativos da sociedade brasileira, com vistas a fortalecer a legitimidade de nossa política externa.

IRBr - Instituto Rio Branco

O Instituto Rio Branco (IRBr) foi criado em 18 de abril de 1945 como parte da comemoração do centenário do nascimento de José Maria da Silva Paranhos Junior, o Barão do Rio Branco, patrono da diplomacia brasileira. Em março de 1946, estabeleceu-se o Curso de Preparação à Carreira de Diplomata do IRBr, cuja primeira turma foi composta de 27 Cônsules de Terceira Classe, como se chamavam então os Terceiros-Secretários de hoje. Desde então também se tornou obrigatório o concurso público pelo IRBr para ingresso na carreira.

Veja outros concursos com inscrições abertas em todo o Brasil |

Deixe abaixo os seus comentários e também acompanhe as principais notícias do blog Concurseiros no Linkedin, Facebook e Instagram da blogueira Thais Nunes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]