i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Conexão Brasília

Foto de perfil de Conexão Brasília
Ver perfil

Alvaro assinou moção de repúdio do Senado à violência contra professores

  • PorAndré Gonçalves
  • 15/05/2015 20:29
Crédito: Jonathan Campos/Gazeta do Povo
Crédito: Jonathan Campos/Gazeta do Povo| Foto:
Crédito: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

Crédito: Jonathan Campos/Gazeta do Povo

O senador Alvaro Dias (PSDB) assinou o requerimento que deu origem à moção de repúdio aprovada pela Comissão de Educação do Senado, há dez dias, contra a violência a professores no dia 29 de abril, no Centro Cívico.

Alvaro é o único paranaense titular da comissão. Outros 14 senadores assinaram o documento, que cita que os parlamentares prestam “solidariedade a todos os professores brasileiros, que tiveram sua dignidade ferida”.

Alvaro justificou que assinou a moção “contra a violência”, mas não personalizou a questão em relação ao governador Beto Richa (PSDB). Em 1988, quando Alvaro era governador, também houve um episódio de violência contra professores na Praça Nossa Senhora de Salete.

Veja cópia do requerimento sobre a moção de repúdio aqui.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.