Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Mbappé com a taça de campeão do mundo. (Foto: Jonathan Campos, enviado especial/Gazeta do Povo)
Mbappé com a taça de campeão do mundo. (Foto: Jonathan Campos, enviado especial/Gazeta do Povo)| Foto:

DIRETO DE MOSCOU, RÚSSIA – Kylian Mbappé não foi eleito o craque da Copa do Mundo 2018 como muitos esperavam. Ficou com o prêmio de melhor jovem. Porém, com apenas 19 anos, o atacante foi um dos grandes destaques dos Blues na conquista do bicampeonato mundial, concretizada neste domingo (15). Foram quatro gols na competição, um deles na final contra a Croácia, o que o tornou o segundo jogador mais jovem da história a marcar em uma decisão de Copa, atrás apenas de Pelé. O status de ‘promessa’ definitivamente ficou para trás.

O jovem camisa 10 francês deixa a Rússia em outro patamar, credenciado a brigar pelo título de melhor jogador do mundo. O mais novo favorito a suceder Messi e Cristiano Ronaldo nos próximos anos. Quando retornar ao PSG – clube que pagou R$ 725 milhões por ele no ano passado -, o garoto tem tudo para ofuscar o brasileiro Neymar.

LEIA TAMBÉM -> A Rússia é só o começo: recheada de garotos, campeã França se credencia a ter hegemonia

Uma das cenas do Mundial da Rússia que mais ficará marcada é a arrancada de 64 metros do francês deixando defensores argentinos para trás até sofrer o pênalti, no duelo das oitavas de final do torneio. A incrível velocidade de Mbappé dentro de campo encaixa-se perfeitamente com a rapidez da evolução de sua curta carreira.

O talento do atacante desperta atenção desde cedo. Aos 11 anos, recusou proposta para integrar as categorias de base do Chelsea. Aos 14, foi a vez de dizer não ao Real Madrid. Apesar de ter como ídolo Cristiano Ronaldo (a foto abaixo com o quarto repleto de pôsteres do português deixa isso bem claro), ele queria jogar na França. Filho de pai camaronês e mãe argelina, o jovem nasceu e foi criado no subúrbio de Paris.

LEIA TAMBÉM -> Campeão, Deschamps se iguala a Zagallo e Beckenbauer como ‘lenda’ da Copa

Mbappé na adolescência com as fotos do ídolo Cristiano Ronaldo no quarto. (Foto: L’Équipe)

Escolheu então o Monaco, berço de ícones da geração mais vitoriosa da França como Lilian Thuram, David Trezeguet e Thierry Henry. Estreou pelo clube aos 16 anos quando ainda nem tinha contrato profissional assinado.

Desde essa primeira partida, em 2 de dezembro de 2015, até a final e o título da Copa do Mundo 2018, passaram-se só 2 anos e 226 dias. Uma ascensão assustadora.

“Ele nasceu para ser campeão, uma estrela. Hoje o Kylian tem 60% do seu potencial e 60% já o coloca como um dos melhores do mundo. Imagine com 100%. Ele será extraordinário”, projetou Luis Campos, ex-diretor técnico do Monaco, em entrevista ao The Guardian.

“Mbappé é o nosso jogador mais jovem, não tem muita experiência em termos de partidas e anos, mas está preparado. Eu falo com ele da mesma forma do que com os outros jogadores, não há um tratamento especial. Ele tem um talento incrível e já mostrou isso várias vezes”, reforça o técnico francês Didier Deschamps.

Dono da camisa 10 da França, Mbappé já deu mostras que pode atingir o nível de outros dois craques que já ostentaram essa camisa: Zinedine Zidane e Michel Platini.

“Ele é avançado, muito maduro para a idade dele. Entende coisas que eu não compreendia com 19 anos. Eu o vejo todos os dias. Ele é o jovem mais talentoso que a França tem e ainda vai crescer”, exalta o companheiro de seleção, Paul Pogba.

Mbappé brilhou em sua primeira Copa do Mundo (Foto: Jonathan Campos, enviado especial/Gazeta do Povo)

Os recordes e títulos de Mbappé aos 19 anos:

***

Arrancadas em velocidade são a marca registrada do atacante francês. (Foto: AFP)

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]