Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Hora do Strike chega ao último episódio desta primeira temporada na data em que o governo Bolsonaro completa 1000 dias, tema pertinente para uma análise política mais ampla, afinal foram 1000 dias sob forte ataque, não só dos opositores, mas também da imprensa.

Faça parte do canal de Vida e Cidadania no Telegram

A lista de adversários políticos, que já incluía os tradicionais concorrentes ao posto de líder máximo da nação: Lula (PT), Guilherme Boulos (PSOL) e Ciro Gomes (PDT), foi reforçada por ex-aliados que deram as costas para Bolsonaro, como seu ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta (DEM), e o governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

Com exceção de Boulos, que anunciou no fim de semana não querer disputar a presidência da República em 2022, todos os demais já anunciaram que pretendem estar na disputa. Para se manter na mídia e chegar às eleições com o nome na memória do eleitor, vivem de narrativas. E são sempre contrárias ao governo, havendo ou não motivo para isso.

Esse é o tema de Hora do Strike desta segunda (27), em que a Gazeta do Povo encerra o período de três meses de um programa que chegou como experimental, agradou ao público e promete continuar. Assista ao episódio final de Hora do Strike 1ª temporada para saber as novidades!

Hora do Strike: programa para quem ama a liberdade de pensamento

O programa Hora do Strike é patrocinado pelos assinantes da Gazeta do Povo. É graças aos assinantes que o jornal garante sua independência e pode contar com a participação de alguns dos mais importantes influenciadores do Brasil, sem medo da patrulha do politicamente correto e dos canceladores de plantão.

Nesta primeira temporada, dividi a bancada fixa do programa com o engenheiro Kim Paim, baiano que vive na Austrália, e com o professor de inglês, empresário e dono de uma escola em Goiânia, Gustavo Gayer, ambos habituados a fazer análise política no YouTube.

Ao longo das várias segundas-feiras, desde o início de julho, debatemos as pautas mais importantes do país tendo a companhia de um quarto comentarista. A cada semana um novo influenciador digital se unia à equipe.

Passaram por aqui o empresário Leandro Ruschel, o humorista Paulo Souza (Canal Hipócritas) e os jornalistas Luís Ernesto Lacombe, Bernardo Küster e Paulo Figueiredo, presente neste último episódio.

A Hora do Strike traz sempre uma visão que você não encontra em outros lugares, porque, aqui, a liberdade de expressão fala mais alto.

Caso ainda não seja nosso assinante, mas aprove o formato deste programa, venha se juntar à nossa comunidade de assinantes e garanta a 2ª temporada do programa, de outubro a dezembro. Mais informações na página especial do programa Hora do Strike.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]