Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
A cúpula menor, voltada para baixo, abriga o Plenário do Senado Federal. A cúpula maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.
A cúpula menor, voltada para baixo, abriga o Plenário do Senado Federal. A cúpula maior, voltada para cima, abriga o Plenário da Câmara dos Deputados.| Foto: Marcello Casal JrAgência Brasil

Segue, em ordem alfabética por estado, a lista dos 44 senadores que não ouviram a maioria dos eleitores e votaram a favor do projeto que impõe regras para limitar a liberdade de expressão nas redes sociais, já apelidado de lei da Censura (embora eles teimem em dizer que é uma lei para combater as "fake news", conceito que nem eles mesmos sabem definir ao certo).

Sugiro que anote os nomes daqueles políticos do seu estado que dizem te representar, mas não ouviram o clamor das redes sociais e preferiram ignorar os e-mails, mensagens de whatsapp e telefonemas que receberam nas últimas semanas. Guarde junto do seu título de eleitor para não correr o risco de ser traído pela memória. Anote junto "ele não" ou "ela não" e o alerta: pró-censura.

Senadores do PR, SP, RJ, DF e AL se uniram pela liberdade de expressão

Alguns poucos estados estão livres dessa chaga. Senadores do Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Alagoas não entraram nessa, votaram unidos contra o PL 2630. Interessante pensar na densidade populacional desses estados. Graças ao pacto federativo, que dá peso igual no Senado a todos os estados, independentemente de sua população, a imensa maioria dos brasileiros, ainda que representada por políticos a favor da liberdade de expressão viu vencer a tese dos que representam a minoria.

Bahia, Paraíba, Sergipe, Roraima, Rondônia e Mato Grosso viram seus três representantes votarem a favor da censura. O eleitor vai precisar fazer uma limpa nas próximas eleições! Nos outros estados a bancada ficou dividida, alguns tiveram dois votos a favor e um contra ou dois contra e um a favor do projeto.

Senadores que votaram a favor da lei da Censura:

  • Sérgio Petecão (PSD-AC)
  • Eduardo Braga (MDB-AM)
  • Omar Aziz (PSD-AM)
  • Lucas Barreto (PSD-AP)
  • Randolfe Rodrigues (Red-AP)
  • Ângelo Coronel (PSD-BA)
  • Jaques Wagner (PT-BA)
  • Otto Alencar (PSD-BA)
  • Cid Gomes (PDT-CE)
  • Tasso Jereissati (PSDB-CE)
  • Fabiano Contarato (Rede-ES)
  • Rose de Freitas (Podemos-ES)
  • Eliziane Gama (Cidadania-MA)
  • Weverton Rocha (PDT-MA)
  • Carlos Fávaro (PSD-MT)
  • Jayme Campos (DEM-MT)
  • Wellington Fagundes (PL-MT)
  • Nelsinho Trad (PSD-MS)
  • Simone Tebet (MDB-MS)
  • Antonio Anastasia (PSD-MG)
  • Rodrigo Pacheco (DEM-MG)
  • Jader Barbalho (MDB-PA)
  • Paulo Rocha (PT-PA)
  • Daniella Ribeiro (PP-PB)
  • José Maranhão (MDB-PB)
  • Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB)
  • Humberto Costa (PT-PE)
  • Jarbas Vasconcelos (MDB-PE)
  • Ciro Nogueira (PP-PI)
  • Marcelo Castro (MDB-PI)
  • Jean Paul Prates (PT-RN)
  • Paulo Paim (PT-RS)
  • Acir Gutgacz (PDT-RO)
  • Confúcio Moura (MDB-RO)
  • Marcos Rogério (DEM-RO)
  • Chico Rodrigues (DEM-RR)
  • Mecias de Jesus (Republicanos- RR)
  • Telmário Mota (Pros-RR)
  • Dário Beger (MDB-SC)
  • Alessandro Vieira (Cidadania-SE)
  • Maria do Carmo (DEM-SE)
  • Rogério Carvalho (PT-SE)
  • Irajá (PSD-TO)
  • Kátia Abreu (PP-TO)

Outra lista da vergonha

Aproveito e anexo, como "bônus", a lista dos 13 que são pró-esgoto a céu aberto, para reforçar o alerta vermelho na listinha dos que você deve banir da política. Sim, há 13 senadores que votaram contra o novo marco legal do saneamento. Em nome da ideologia anti-capitalismo e anti-setor privado preferem que a população mais carente continue chafurdando na lama (para usar palavra menos indigesta), sem rede de esgoto ou água encanada, esperando eternamente por obras de empresas estatais mal geridas.

• Sérgio Petecão (PSD-AC)
• Randolfe Rodrigues (Rede-AP)
• Jaques Wagner (PT-BA)
• Eliziane Gama (Cidadania-MA)
• Weverton Rocha (PDT-MA)
• Paulo Rocha (PT-PA)
• Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB)
• Humberto Costa (PT-PE)
• Jean-Paul Prates (PT-RN)
• Zenaide Maia (PROS-RN)
• Paulo Paim (PT-RS)
• Mecias de Jesus (Republicanos-RR)
• Rogério Carvalho (PT-SE)

Leia também: Senado aprova marco do saneamento e abre setor para a iniciativa privada

Para poupar o seu tempo já digo que não precisa comparar as duas listas. Todos os nomes constam das duas, com exceção da senadora Zenaide Maia (PROS-RN). Esta votou contra a lei da Censura, como pedia a maioria do eleitores. Mas esqueceu deles na hora de decidir pelo marco do saneamento que promete levar obras justamente às periferias. Votou contra.

129 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]