i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

De Brasília

Foto de perfil de De Brasília
Ver perfil

Com Rubens Bueno, um terço da bancada do Paraná confirma voto contra Temer

  • PorCatarina Scortecci
  • 11/07/2017 22:38
Deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR). Foto: Lucio Bernardo Junior/Arquivo Câmara dos Deputados
Deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR). Foto: Lucio Bernardo Junior/Arquivo Câmara dos Deputados| Foto:

Até aqui fiel aliado do presidente Temer, o deputado federal Rubens Bueno (PPS-PR) anunciou na noite de hoje (11) que votará a favor do prosseguimento da denúncia feita pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o peemedebista. O pepessista, que no ano passado foi um dos mais ferrenhos defensores do impeachment de Dilma Rousseff, disse que é papel do Supremo Tribunal Federal (STF), e não do Legislativo, “julgar se há provas ou não que justifiquem o acatamento de denúncia de corrupção passiva”.

Ex-líder da pequena bancada do PPS na Câmara dos Deputados, Rubens Bueno ainda não havia se manifestado sobre o tema, alegando que o assunto ainda estava sendo discutido dentro da sua sigla. O paranaense é titular da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), primeiro colegiado da Câmara dos Deputados a analisar o tema, antes da deliberação do plenário.

“Sempre defendi que todo suspeito de corrupção fosse investigado. Não seria agora que eu atuaria para barrar o andamento de uma denúncia. Não podemos impedir que a mais alta Corte do país se manifeste sobre a denúncia. Caso contrário, vamos gerar desconfiança sobre todo o parlamento, o que agravará ainda mais a crise”, declarou o paranaense.

Rubens Bueno reconheceu ainda que, se eventualmente a Câmara dos Deputados barrar a denúncia, “outras virão”, o que “aumentaria a agonia”.

Com o voto de Rubens Bueno, a bancada do Paraná, formada por um total de 30 integrantes, já possui dez parlamentares a favor da denúncia da PGR. Veja o placar logo abaixo, levando em consideração as declarações públicas dos parlamentares até a data de hoje.

A FAVOR DA ACEITAÇÃO DA DENÚNCIA:

Aliel Machado (Rede)

Assis Do Couto (PDT)

Christiane Yared (PR)

Delegado Francischini (SD)

Diego Garcia (PHS)

Enio Verri (PT)

Leandre (PV)

Luciano Ducci (PSB)

Rubens Bueno (PPS)

Zeca Dirceu (PT)

CONTRA A ACEITAÇÃO DA DENÚNCIA:

Evandro Roman (PSD)

Nelson Meurer (PP)

Nelson Padovani (PSDB)

Sergio Souza (PMDB)

Takayama (PSC)

Toninho Wandscheer (PROS)

NÃO VAI SE PRONUNCIAR:

Giacobo (PR)

João Arruda (PMDB)

Luiz Carlos Hauly (PSDB)

Luiz Nishimori (PR)

Sandro Alex (PSD)

NÃO SABE:

Alex Canziani (PTB)

Hermes Parcianello (PMDB)

Leopoldo Meyer (PSB)

Osmar Bertoldi (DEM)

NÃO RESPONDEU:

Alfredo Kaefer (PSL)

Dilceu Sperafico (PP)

Edmar Arruda (PSD)

Osmar Serraglio (PMDB)

Reinhold Stephanes (PSD)

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.