i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Dia de Clássico

Ver perfil

Grammy premia compositor conservador Stephen Paulus, autor de oratório sobre o Holocausto

  • PorRogerio Galindo
  • 17/02/2016 16:12
Grammy premia compositor conservador Stephen Paulus, autor de oratório sobre o Holocausto
| Foto:

O Grammy normalmente vira notícia pelos prêmios concedidos à indústria da música pop. Mas anualmente também há prêmios para a música clássica. Embora passem mais despercebidos, têm sua relevância, até porque são uma rara chance de dar destaque ao que se produz de novo nessa área.

Em 2016, dois dos prêmios foram dados a um compositor já falecido, Stephen Paulus. Ele levou tanto a categoria de “Melhor Compêndio”, com Three Places of Elightenment, Veil of Tears & Grand Concerto, quanto o prêmio de melhor composição contemporânea, com Prayers & Remeberances. Houve ainda uma terceira indicação, na categoria de  melhor desempenho de coral.

Paulus, americano, faleceu em 2014 em decorrência de um derrame. Era conhecido como compositor prolífico, com mais de 600 obras, e como conservador. Foi chamado de “neo-romântico”. Ouvindo suas obras para coral (escreveu mais de 400), às vezes tem-se a impressão de estar ouvindo algo do século 18. Mas nem sempre: também há momentos mais inventivos, embora dificilmente ousados se pensarmos em seus contemporâneos.

Lírico, escreveu principalmente para a voz humana, incluindo óperas e um oratório sobre o Holocausto. Sua composição mais famosa talvez seja o Hino do Peregrino, executada nos funerais de Ronald Reagan e Gerald Ford.

Também compôs obras para orquestra, como este concerto para dois trumpetes.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.