Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

José ataca de Dj. Sucessos da Galinha Pintadinha tocando no play list.

José está com 2 anos e 4 meses e anda numa fofice sem fim. Com a adaptação à nova rotina, as coisas ficaram mais fáceis e, não sei bem o que aconteceu, mas da noite para o dia as brigas por tudo acabaram. José não faz mais (muita) birra para ir ao banho ou trocar a fralda — mês que vem começamos o processo de retirada da mesma –,  junta os brinquedos que espalha pela casa e tem ido dormir na hora certa sem fazer muita firula. Em resumo, está mais fofo do que nunca.

A seguir, algumas fofices do rapazinho:

— Ele pega meu álbum de formatura e fica olhando as fotos. Em todas as que eu apareço, ele aponta sorridente e diz “Mamãe”.

— Quando falo para o José: “Vamos tomar banho”, ele diz “Vamos” e vai direto ao banheiro. Lá, pega todos os apetrechos de banho (sabonete e cia.) e se posta a minha frente para que eu tire sua roupinha e ele siga para o chuveiro.

— Esses dias, ele juntou todos os brinquedos que estavam espalhados pela sala. Mas não foi apenas isso, ele organizou os brinquedos como estavam, cada coisa em seu lugar (orgulho da mãe!), e sem eu ter de insistir.

— Está começando a se soltar mais na fala (bem que o pediatra disse para respeitar o tempo dele). Nesse sentido, uma das coisas mais fofas que ele faz é imitar o som dos bichinhos. Adoro brincar disso com ele. Pergunto como o gato faz e ele responde com um miau fofo, o passarinho é piu-piu, o lobo faz auuuu e até o dinossauro ele sabe imitar: “arrrggg”.

— Por falar em dinossauro, o José criou uma fixação pelo bichinho pré-histórico. Fica inquieto toda vez que vê um na TV ou algum brinquedo que remeta ao animal. “Sauro, sauro” ele grita feliz da vida.

— Ele agora também começa a fazer algumas gracinhas que a gente ensina — e muitas que ele inventa. Dia desses, o pai do José o ensinou a fazer uma mímica como se estivesse pensativo e tivesse uma grande ideia. Ele também faz biquinho e coloca o dedinho em frente a boca para pedir silêncio.

— Por fim, o que motivou esse post: outro dia, antes de sairmos de casa, o José foi ao jardim. Pegou umas flores que estavam no chão e levou para mim. A mamãe pira.

————————–

Fora da rotina

Passamos o final de semana na casa dos meus pais em Brasília. Tudo lindo, tudo ótimo, mas longe de casa e fora da rotina o José ficou mais carente do que o de costume e isso significa também fazer mais e mais coisas para chamar a atenção. E isso passa por uma das brincadeiras que mais me irrita: jogar os brinquedos — inclusive em direção às pessoas. O tratamento para essas horas? Castigo! Mas e a vovó deixa? E o avô que fica com peninha…  Remédio que cura mesmo esses ataques se chama rotina. Minha palavra favorita desde que o José nasceu.

 

E por aí, qual as fofices do seu bebê?

 

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]