i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?

Educação e Mídia

Foto de perfil de Educação e Mídia
Ver perfil
ESCOLAS PARTICULARES

A educação privada está crescendo e o que isso representa?

  • Por Educação e Mídia
  • 17/12/2019 08:10
A educação privada está crescendo e o que isso representa?
| Foto:

Entre os anos de 2017 e 2018 houve um crescimento no número de matrículas no ensino privado do Paraná. Saindo de uma crise econômica, vemos que os paranaenses ainda tem a educação como prioridade. É um investimento que as famílias valorizam e sentem o retorno, seja em relação a formação de seus filhos, ou numa colocação melhor no mercado de trabalho.

Dados do Censo Escolar da Educação Básica 2019 divulgados, recentemente, pelo Instituto Nacional de Estudo e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mostram que em 2017 haviam no Paraná 406.710 alunos devidamente matriculados no ensino privado, já em 2018 esse número era de 409.246, ou seja, houve um crescimento de 2,63% de um ano para o outro.

Essa procura acontece, porque na rede particular de ensino conseguimos nos adaptar mais rapidamente às necessidades das famílias e dos estudantes. Estamos numa constante busca pela excelência dos serviços, podemos investir mais na formação dos nossos professores e, consequentemente, dos nossos alunos.

Em muitas cidades já é uma realidade as escolas particulares que ofertam ensino integral e bilíngue. Também temos toda a adaptação das escolas sendo trabalhada devido à Lei da Inclusão, sem falar nas normas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Tentamos avançar a cada dia para entender as necessidades dos alunos e propor uma educação que ultrapasse os limites da sala de aula.

A projeção para 2020 é que a educação particular continue crescendo, apesar de todos os percalços e dificuldades. Para isso, queremos manter os nossos profissionais sempre motivados e atualizados. Tudo isso para que eles possam atuar como facilitadores do conhecimento junto aos alunos que temos hoje, que são extremamente conectados.

Educar é uma tarefa árdua e diária, mas quando vemos resultados positivos nos empenhamos ainda mais em entregar um trabalho de qualidade. Afinal, estamos formando pessoas que serão responsáveis em cuidar de si, do mundo em que vivem e do próximo.

*Texto escrito por Esther Cristina Pereira, presidente do Sindicato de Escolas Particulares (Sinepe/PR). O Sinepe colabora voluntariamente com o Instituto GRPCOM no Blog Educação e Mídia.

**Quer saber mais sobre educação, cidadania, responsabilidade social, sustentabilidade e terceiro setor? Acesse nosso site! Acompanhe o Instituto GRPCOM também no Facebook: InstitutoGrpcom, Twitter: @InstitutoGRPCOM e Instagram: instagram.com/institutogrpcom

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.